quarta-feira, 20 de setembro de 2017

7º MOINHO DA CANÇÃO GAÚCHA
E 1º MOINHO PIÁ
1º E 2 DE DEZEMBRO DE 2017
PANAMBI-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 1º/11/2017

REGULAMENTO - FICHA DE INSCRIÇÃO

O Moinho da Canção Gaúcha, instituído pela Lei Municipal nº 3334/2011, regulamentado por este instrumento, é uma realização da Prefeitura Municipal de Panambi, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Trata-se de um festival de música nativista e galponeira, extensivo a todo o Brasil e países pertencentes ao Mercosul, através da participação de poetas, músicos e cantores identificados com a cultura do Rio Grande do Sul e da América Latina, tendo como baliza as referências culturais norteadoras da cultura gaúcha, com a apresentação de composições inéditas. No ano de 2017, adentra à programação do 7º Moinho da Canção Gaúcha o 1º Moinho Piá, que visa à interpretação musical de crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, residentes no Rio Grande do Sul, sendo igualmente balizadas pelas referências culturais citadas anteriormente.

2 – DOS OBJETIVOS
2.1 – Divulgar, através da poesia e da música, valores da cultura gaúcha, de forma a preservar a arte, a imagem e o autêntico sotaque do Rio Grande do Sul, mantendo viva a terminologia, a indumentária, os usos e os costumes característicos do Pampa Gaúcho.

2.2 – Valorizar o homem e a lida do campo, personagens da nossa história, retratando sua importância para a literatura e para a sustentação do folclore do Rio Grande do Sul, do Brasil e dos países do Mercosul.

2.3 – Resgatar as peculiaridades musicais e poéticas do Rio Grande do Sul, na afirmação de suas crenças e na busca por suas raízes.

2.4 – Promover os intérpretes, compositores, pesquisadores e artistas em suas potencialidades artístico-culturais.

2.5 – Desenvolver, na população em geral, o apreço pelas manifestações artísticoculturais sul rio-grandenses.

2.6 – Tornar o município de Panambi um polo catalisador da música regional e crioula. 

3 - DA ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL
Será formada uma Comissão Organizadora, nomeada pelo Prefeito Municipal, que terá a Coordenação da Secretaria Municipal de Educação e Cultura para realizar o evento, sendo que à mesma compete: 

3.1 – Contratar pessoal técnico a fim de atender à sua destinação específica para o desenvolvimento do Evento. 

3.2 - Escolher a Comissão Julgadora da competição musical, a ser integrada por cinco pessoas de reconhecida idoneidade e qualificação técnica nas áreas da música, poesia, história e cultura regional; devendo um dos membros ser panambiense nato ou aqui radicado. 

3.3 - Constituir e nomear tantas subcomissões quantas necessárias para melhor atender os objetivos do Evento, as quais não serão remuneradas, a exemplo da Comissão Organizadora. 

3.4 – Receber as inscrições para o Festival. 

3.5 – Contratar artistas de renome e popularidade para os shows do Festival. 

3.6 – Elaborar o relatório final do Evento e o balanço das respectivas despesas e receitas. 

4 – DA INSCRIÇÃO E PARTICIPAÇÃO 
4.1 Do 7º Moinho da Canção Gaúcha 

4.1.1 – Poderão participar compositores e intérpretes de todo o Brasil e países do Mercosul, desde que obedeçam as normas deste Regulamento. 

4.1.2 – Serão aceitos poemas em Línguas Portuguesa e Espanhola, desde que identificados com a cultura regional, étnica, urbana e campeira do Rio Grande do Sul. 

4.1.3 – As inscrições são gratuitas e ilimitadas, porém subirão ao palco no máximo duas músicas por autor, tanto da letra quanto da melodia. 

4.1.4 – O 7º MOINHO DA CANÇÃO GAÚCHA será realizado no dia 02 de dezembro de 2017, tendo como local o Parque Municipal Rudolfo Arno Goldhardt, Avenida Konrad Adenauer, 355, de Panambi - RS, com horário de início previsto para às 19h30. 

4.1.5 – Poderão participar do Festival SOMENTE composições inéditas, o que pressupõe que a obra não deve ter sido gravada ou divulgada anteriormente. 

4.1.6 – Há duas maneiras de inscrever-se no Festival: 
a) Por correio: enviar a ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada. Cada composição deverá ser enviada em CD de Áudio, acompanhada de 06 (seis) cópias digitadas da letra, constando no CD e em todas as vias, somente o nome da composição e o gênero musical; 

b) Por e-mail: moinhocancaogaucha@panambi.rs.gov.br, enviando como documentos anexos: 

• Arquivo MP3 com o áudio da música inscrita; 

• Arquivo Word, com a letra da composição digitada em fonte Arial 12; 

• Ficha de inscrição preenchida e assinatura digitalizada. 

4.1.7 – As inscrições, via correio, deverão ser endereçadas à “COMISSÃO ORGANIZADORA DO 7º MOINHO DA CANÇÃO GAÚCHA”, Rua Andrade Neves, 594 - Bairro Centro, CEP 98280-000, Panambi/RS. 

4.1.8 – Somente serão aceitas as inscrições que chegarem à Comissão Organizadora até às 17 horas do dia 1º de novembro de 2017, independente da data de postagem nos Correios. 

4.1.9 – Os artistas intérpretes e o(s) autor(es), no momento de sua inscrição e participação no 7º MOINHO DA CANÇÃO GAÚCHA, reserva(m) os direitos audiovisuais de sua obra ao evento e à Prefeitura Municipal de Panambi, autorizando sua divulgação, bem como sua gravação e comercialização. 

4.1.10 – O Festival não indenizará ou remunerará qualquer pessoa por sua apresentação ou execução de instrumento no palco do Festival, além da premiação (explicitada no item 6.2 deste regulamento), valendo-se inclusive do disposto no artigo anterior. 

4.2 Do Moinho Piá 
4.2.1 – O 1º MOINHO PIÁ será realizado no dia 1º de dezembro, no Parque Municipal Rudolfo Arno Goldhardt, Avenida Konrad Adenauer, 355, de Panambi - RS, com horário de início previsto para às 19h. O vencedor do primeiro lugar deverá realizar uma apresentação da música vencedora no dia 02 de dezembro, quando da realização do 7º Moinho da Canção Gaúcha. 

4.2.2 - Poderão participar intérpretes residentes no Estado do Rio Grande do Sul, que estejam na faixa etária de 7 a 14 anos, desde que obedeçam às normas deste Regulamento. 

4.2.3 – Serão aceitas músicas em Línguas Portuguesa e Espanhola, desde que identificados com a cultura regional, étnica, urbana e campeira do Rio Grande do Sul. 

4.2.4 – As inscrições são gratuitas e ilimitadas, porém subirá ao palco apenas uma música por intérprete. 

4.2.5 – Serão selecionadas 6 (seis) músicas para serem interpretadas no 1º Moinho Piá, as quais poderão ser acompanhadas por banda de apoio ou playback, sendo de responsabilidade do intérprete providenciar o acompanhamento escolhido. 
a) Haverá passagem de som durante a tarde do dia 1º, independentemente de o intérprete ser acompanhado por banda ou playback, em horários previamente agendados para cada concorrente. 

b) O Festival não se responsabiliza em caso de insatisfações com a banda de apoio ou qualidade sonora do playback selecionado pelo intérprete. 

4.2.6 - No ato da inscrição, o intérprete deverá informar se sua performance será acompanhada por banda de apoio ou playback. 

4.2.7– Há duas maneiras de inscrever-se no Festival: 
a) Por correio: enviar a ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada. Cada interpretação musical deverá ser gravada tal como pretende-se apresentar no 1º Moinho Piá, e enviada em CD de Áudio, acompanhada de 06 (seis) cópias digitadas da letra, constando no CD e em todas as vias, o nome da composição, o compositor, o gênero musical e a opção de acompanhamento (banda de apoio ou playback); 

b) Por e-mail: moinhocancaogaucha@panambi.rs.gov.br, enviando como documentos anexos: 

• Arquivo MP3 com o áudio da interpretação da música inscrita, gravado tal como pretende-se apresentar no 1º Moinho Piá; 

• Arquivo Word, com a letra da composição digitada em fonte Arial 12, o nome da composição, o compositor, o gênero musical e a opção de acompanhamento (banda de apoio ou playback); 

• Ficha de inscrição preenchida e assinatura digitalizada. 

4.2.8 – As inscrições, via correio, deverão ser endereçadas à “COMISSÃO ORGANIZADORA DO 7º MOINHO DA CANÇÃO GAÚCHA”, Rua Andrade Neves, 594 - Bairro Centro, CEP 98280-000, Panambi/RS. 

4.2.9 – Somente serão aceitas as inscrições que chegarem à Comissão Organizadora até às 17 horas do dia 1º de novembro de 2017, independente da data de postagem nos Correios. 

4.2.10 – Os artistas intérpretes e, caso houver, a banda de apoio, no momento de sua inscrição e participação no 1º MOINHO PIÁ, reserva(m) os direitos audiovisuais de sua performance ao evento e à Prefeitura Municipal de Panambi, autorizando sua divulgação, bem como sua gravação e comercialização. 

4.2.11 – O Festival não indenizará ou remunerará qualquer pessoa por sua apresentação ou execução de instrumento no palco do Festival, além da premiação (explicitada no item 6.2 deste regulamento), valendo-se inclusive do disposto no artigo anterior. 

5 – DA SELEÇÃO E CONCURSO 
5.1 Do 7º Moinho da Canção Gaúcha 
5.1.1 - A Comissão Julgadora do 7º Moinho da Canção Gaúcha será composta por cinco pessoas reconhecidas no meio musical nativista, observando o item 3.2 deste Regulamento. 

5.1.2 – A Comissão de Triagem e Julgamento selecionará 3 composições na categoria local e 10 composições na categoria geral para serem apresentadas no palco do Festival. 

5.1.3 – Para classificação da categoria local é requisito que o intérprete vocalista seja natural e/ou residente em Panambi, RS. 

5.1.4 – A música classificada na fase local deverá ter, na noite da apresentação, além do intérprete vocalista, no mínimo um integrante no conjunto instrumental que seja natural ou residente no Município de Panambi. 

5.1.5 – A ordem de apresentação das composições pré-selecionadas será definida pela Comissão Organizadora, após a triagem, não sendo aceitas alterações posteriores. 

5.1.6 – Qualquer músico (vocalista e instrumentista), seja da fase local ou geral, só poderá subir ao palco com, no máximo, duas apresentações, sem ressalvas para a forma de participação. 

5.1.7 – Os músicos (vocalista ou instrumentista) que subirem ao palco do Festival deverão apresentar-se devidamente pilchados, não sendo permitido o uso de camisetas com propaganda ou alusão a qualquer outro tipo de manifestação que não seja relacionada à cultura do Rio Grande do Sul. 

5.2 Do 1º Moinho Piá 
5.2.1 - A Comissão Julgadora do 1º Moinho Piá será composta por cinco pessoas reconhecidas no meio musical nativista, observando o item 3.2 deste Regulamento. 

5.2.2 - A Comissão de Triagem e Julgamento selecionará 6 músicas a serem interpretadas no palco do Festival. 

5.2.3 – O acompanhamento instrumental ou através de playback não será avaliado para fins de pontuação no Festival, apenas estando passível de julgamento o desempenho do intérprete. 

5.2.4 – A Comissão Julgadora reserva-se no direito de desclassificar o intérprete que cantar em uníssono a vozes previamente gravadas (no caso de playback) ou backing vocal (no caso de banda acompanhadora). 

6 – DA PREMIAÇÃO 
6.1 – Aos vencedores do 7º Moinho da Canção Gaúcha, caberá a seguinte premiação: 

6.1.1 Categoria local: 
1º lugar: R$ 1.000,00 (Um mil reais) e Troféu; 
2º lugar: R$ 800,00 (Oitocentos reais) e Troféu; 
3º lugar: R$ 600,00 (Seiscentos reais) e Troféu. 

6.1.2 Categoria geral: 
1º lugar: R$ 2.500,00 (Dois mil e quinhentos reais) e Troféu; 
2º lugar: R$ 2.000,00 (Dois mil reais) e Troféu; 
3º lugar: R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) e Troféu. 
Música mais popular: R$ 900,00 (novecentos reais) e Troféu; 
Melhor melodia: R$ 700,00 (setecentos reais) e Troféu; 
Melhor letra: R$ 700,00 (setecentos reais) e Troféu; 
Melhor instrumentista: R$ 700,00 (setecentos reais) e Troféu; 
Melhor intérprete: R$ 700,00 (setecentos reais) e Troféu. 

6.2 – Haverá PREMIAÇÃO de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais) para cada obra classificada na categoria geral e de R$ 1.000,00 (Um mil reais) para cada obra classificada na categoria local. (Desde que respeitado o item 8.4 – das Normas Gerais, presente neste Regulamento). 

Obs.: Aos concorrentes será disponibilizada acomodação de alojamento, sendo que a utilização ou não, deverá ser confirmada pelo próprio compositor/intérprete, após classificação na triagem. 

6.3 Aos vencedores do 1º Moinho Piá, caberá a seguinte premiação: 
1º lugar: R$ 300,00 (trezentos reais) e Troféu; 
2º lugar: R$ 200,00 (duzentos reais) e Troféu; 
3º lugar: R$ 100,00 (cem reais) e Troféu. 

7 – DA PROGRAMAÇÃO 
1º DE DEZEMBRO DE 2017 
1º Moinho Piá 
14 h – Passagem de som – intérpretes do 1º Moinho Piá 
19h – Solenidade de Abertura e apresentações dos intérpretes 
20h30 – Intervalo e apresentações artísticas 
21h45 – Divulgação do resultado do 1º Moinho Piá 

02 DE DEZEMBRO DE 2017 
7º Moinho da Canção Gaúcha 
9h30 – Passagem de som – vencedor do primeiro lugar do Moinho Piá 10h – Passagem de som – categoria local 
13h – Passagem de som – categoria geral 
19h30 – Solenidade de Abertura e apresentações dos intérpretes (categorias local e geral) 
21h45 – Intervalo e apresentações artísticas 
22h45 – Divulgação do resultado do 7º Moinho da Canção Gaúcha 

8 – NORMAS GERAIS 
8.1 – Os concorrentes classificados que não comparecerem no horário estabelecido pela Comissão Organizadora, para a passagem de som, terão descontado da premiação 30%. 

8.2 – O horário sobre o qual versa o subitem anterior será estabelecido e previamente divulgado para cada concorrente classificado. 

8.3 - Serão credenciados no máximo 2 (dois) profissionais, por Jornal e 02 (dois) profissionais, por Emissora de Rádio. 

8.4 – Serão credenciados somente os compositores, músicos e intérpretes participantes do Festival. 

8.5 – A Comissão Organizadora reserva-se o direito de, em qualquer momento, excluir do Evento o concorrente ou grupo cujos participantes infringirem as normas deste Regulamento. 

8.6 – A gravação do CD e do DVD será realizada ao vivo, diretamente do palco do 7º Moinho da Canção Gaúcha. 

8.7 – OS PAGAMENTOS DAS PREMIAÇÕES A SEREM EFETUADOS NO FESTIVAL, SERÃO ATRAVÉS DE CHEQUE NOMINAL À PESSOA INDICADA NA FICHA DE INSCRIÇÃO, MEDIANTE APRESENTAÇÃO DO RG. 

8.8 – De acordo com a legislação vigente será realizada a dedução dos descontos e encargos legais. 

8.9 – Os casos omissos a este Regulamento serão resolvidos soberanamente pela Comissão Organizadora. 

8.10 – Maiores informações sobre o evento: 
E-mail: moinhocancaogaucha@panambi.rs.gov.br 
Telefone: (55) 3375 0886 (telefone SMEC) 
(55) 98419 6731 (telefone celular) 
(55) 98412 8904 (WhatsApp)
Na noite desta terça-feira (19), aconteceu a grande final do 5º Canto do Barril, na cidade de Frederico Westphalen. Estavam na final 14 composições, que foram apresentadas ao público na Praça da Matriz.

Confira a baixo como ficou a classificação final.

CATEGORIA ATÉ 14 ANOS
1º LUGAR
JULIA DO AMARAL ANTONINI - PALMEIRA DAS MISSÕES-RS
MÚSICA INTERPRETADA: LIRA DA VIDA

2º LUGAR
ISADORA FERNANDES SALABERRY - PALMEIRA DAS MISSÕES-RS

MÚSICA INTERPRETADA: GAUDÊNCIO SETE LUAS

3º LUGAR
LAURA HAHN SCHU - MARAU-RS

MÚSICA INTERPRETADA: EU, O BAIO E O TEMPORAL


CATEGORIA ACIMA DE 14 ANOS COM 1 INTÉRPRETE
1º LUGAR
CRISTIANO SONNTAG - PALMEIRA DAS MISSÕES-RS
MÚSICA INTERPRETADA: ONDE HABITA A LUZ (PRÓPRIA AUTORIA)

2º LUGAR
CAROLINE DE OLIVEIRA BARBOSA - PALMEIRA DAS MISSÕES-RS

MÚSICA INTERPRETADA: RESSURREIÇÃO

3º LUGAR
MARCOS VINICIUS PINTO - CHAPECÓ-SC


MÚSICA INTERPRETADA: CANÇÃO PARA UMA FLOR

4º LUGAR
JONATAS LUERSEN  - CAIBI-SC



MÚSICA INTERPRETADA: BEM AO MEU REDOR

5º LUGAR
SCHAIANE DE OLIVEIRA - PALMEIRA DAS MISSÕES-RS
MÚSICA INTERPRETADA: LABIRINTO


CATEGORIA ACIMA DE 14 ANOS COM 2 OU MAIS INTÉRPRETES
1º LUGAR
ÉRLON MEDEIROS LISSAK E MARCOS VINICIUS PINTO - FREDERICO WESTPHALEN-RS
MÚSICA INTERPRETADA: CONSELHOS

2º LUGAR
BRUNO LUIS MULLER E LEANDRO HEINRICH - ERVAL SECO-RS

MÚSICA INTERPRETADA: DESASSOSSEGOS

3º LUGAR
VOLNEI, CARLOS E VINICIUS BORBA - FREDERICO WESTPHALEN-RS


MÚSICA INTERPRETADA: EU SOU DO SUL

4º LUGAR
MICAEL E ISADORA MILANI SARMENTO - ERVAL SECO-RS

MÚSICA INTERPRETADA: CASTELHANA

FOTO: FOLHA DO NOROESTE / CLEUSA JUNG

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Termina nesta quarta-feira (20), o prazo de inscrições para um dos mais tradicionais festivais nativistas do Estado, o 32º Ponche Verde da Canção de Dom Pedrito-RS.

Poderão participar do festival, compositores de qualquer parte do país ou estrangeiros e cada autor poderá inscrever, individualmente ou em parceria, até quatro (04) composições, podendo ser classificada no máximo uma (01), por compositor, conforme regulamento.

A cada composição pré ­selecionada será paga uma ajuda de custo (direito autoral e de arena) no valor de R$ 2.500,00 (Dois mil e quinhentos reais) para as composições apresentadas no palco, sendo este valor bruto, a ser deduzida a porcentagem que a legislação vigente determinar. A gravação será ao vivo.

Se você ainda não se inscreveu ainda dá tempo! Confira o regulamento completo no link abaixo. O festival acontecerá de 10 a 12 de Novembro no Parque de Exposições Juventino Corrêa de Moura, centro de Dom Pedrito-RS.

CONFIRA O REGULAMENTO!

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A Comissão Organizadora da 40ª Califórnia da Canção Nativa apresentou nesta semana o modelo do cartaz desta edição. A peça publicitária foi elaborada pela designer Fabiana Dornelles Prettz sobre pintura do artista plástico Felipe Constant. Fabiana, que é rondoniana de nascimento e filha de uruguaianenses, está radicada em Uruguaiana desde 2010. Felipe é uruguaianense radicado em Porto Alegre e filho do saudoso poeta, artista plástico e compositor nativista Ubirajara Raffo Constant, o Biratuxo. Os dois artistas representam a nova geração de artes gráficas e plásticas.

O cartaz mostra a inovação aliada às tradições, objetivo do nativismo nascido da Califórnia da Canção Nativa. Os dois artistas cederam, sem ônus para a organização do festival, os seus trabalhos. Em breve, haverá mais novidades nas mídias sociais (Facebook, Twitter, etc.), como notícias sobre os locais de venda dos ingressos, regulamento e outros detalhes do festival, além da identidade visual – já com as logomarcas – da 40ª edição do evento musical.

FONTE: BLOG VIVO PATRIMÔNIO
4º ESTEIO DA POESIA GAÚCHA
 24 DE FEVEREIRO DE 2018
ESTEIO-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 17/11/2017

REGULAMENTO - FICHA DE INSCRIÇÃO

CAPÍTULO I – DOS OBJETIVOS
Art. 1º – O 4º Esteio da Poesia Gaúcha é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Esteio, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (SMCEL), e tem como objetivos:

a) Levar ao público poemas inéditos que exaltem a cultura do Rio Grande do Sul;


b) Oportunizar aos poetas a divulgação de seus trabalhos, visando a propagação da arte de nossa terra;

c) Proporcionar a integração entre poetas, declamadores, tradicionalistas, críticos de arte, educadores e sociedade em geral.

CAPÍTULO II – DO DESENVOLVIMENTO
Art. 2º – O 4º Esteio da Poesia Gaúcha terá uma única modalidade, regional, com inscrições abertas entre 15 de setembro e 17 de novembro de 2017 para poemas que retratem a dinâmica social, usos e costumes, fatos históricos e paisagens do Rio Grande do Sul. A final será no dia 24 de fevereiro de 2018.

PARÁGRAFO ÚNICO -
Os trabalhos enviados deverão ser inéditos. Por ineditismo, entende-se que não devem ter participado da fase final de festivais de poesia, não podem ter sido premiados em nenhum evento e não podem estar editados em livros e CDs.

CAPÍTULO III – DOS PARTICIPANTES
Art. 3º -
Poderão concorrer poetas de todo o território brasileiro, desde que respeitem, na íntegra, todos os quesitos deste regulamento.

PARÁGRAFO ÚNICO – Não poderão participar do Festival servidores da Prefeitura de Esteio, ainda que cedidos para outros órgãos públicos, nem de entidades parceiras ou promotoras/patrocinadoras do Festival.

Art. 4º - Os poetas poderão concorrer com qualquer número de trabalhos, mas na triagem poderá ser classificado apenas 1 (um) poema de cada autor.

Art. 5º – Os poemas deverão ser escritos em Português.

Art. 6º - Cada declamador poderá defender somente uma poesia na final, podendo o autor também defender seu trabalho.

Art. 7º - O acompanhamento por amadrinhador(es) na final é obrigatório.

Art. 8º - Cada amadrinhador poderá defender até 2 (dois) poemas na noite do festival, mas poderá ser premiado em apenas um dos trabalhos.

Art. 9º - É obrigatória a indumentária gaúcha para os declamadores e os amadrinhadores durante a apresentação na final.

CAPÍTULO IV – DAS INSCRIÇÕES
Art. 10º -
As inscrições podem ser feitas das seguintes formas:

a) Via Correios ou pessoalmente. Enviar o trabalho e a ficha de inscrição (disponível no site www.esteio.rs.gov.br), preenchida, pelos Correios, com Aviso de Recebimento (AR), para Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya - 4º Esteio da Poesia Gaúcha – Rua Padre Felipe, 900 – Centro – Esteio-RS – CEP 93.265-011, ou entregar trabalho e ficha de inscrição na Casa de Cultura, em dias úteis, das 14h às 20h, para Scheila dos Santos.

a1) Cada poema enviado pelos Correios ou entregue pessoalmente deverá ser apresentado em 1 (uma) via, datilografada ou digitada, sem identificação do autor. Os trabalhos devem conter, no cabeçalho, apenas o título da poesia. A ficha de inscrição com todas as informações referentes ao trabalho, deve ser colocada separada.

b) Via e-mail. Enviar o trabalho em anexo, com a ficha de inscrição preenchida, também anexa, para o endereço esteiodapoesia@gmail.com.

b1) Para o envio por e-mail, solicita-se que o autor anexe um trabalho por e-mail, com o cabeçalho contendo apenas o título da poesia, sem identificação do autor. A ficha de inscrição com todas as informações referentes ao trabalho deve ser enviada em outro anexo, no mesmo e-mail.

c) Solicita-se que os trabalhos sejam digitados em fonte Times New Roman, tamanho 12, em uma única coluna.

Art. 11º - Será obrigatório o envio da ficha de inscrição para cada poema inscrito.

Art. 12º – As inscrições podem ser realizadas de 15 de setembro a 17 de novembro de 2017.

PARÁGRAFO ÚNICO - Os poetas que enviarem seus trabalhos pelos Correios devem observar para que os mesmos sejam recebidos na Casa de Cultura até a data limite das inscrições (17 de novembro de 2017).

CAPÍTULO V – DA SELEÇÃO E GRAVAÇÃO DO CD
Art. 13º -
Após findar-se o prazo das inscrições, a Comissão Organizadora do evento se reunirá com a Comissão Avaliadora por ela escolhida para que sejam feitos os trabalhos de triagem, quando serão apartados 10 poemas para serem apresentados na final, na noite de 24 de fevereiro de 2018.

PARÁGRAFO ÚNICO – O resultado da triagem será divulgado no site da Prefeitura de Esteio (www.esteio.rs.gov.br), no perfil do Festival no Facebook (www.facebook.com/esteiodapoesia), pela imprensa, por telefone e por e-mail aos poetas classificados até o dia 11 dezembro de 2017.

Art. 14º - A Comissão Avaliadora selecionará os trabalhos levando em consideração os seguintes quesitos: Conteúdo, Fidelidade ao Tema e Originalidade.

Art. 15º - O CD do festival será gravado antecipadamente e lançado durante o evento.

Art. 16º - Os autores serão responsáveis pela gravação do trabalho selecionado e deverão entregá-lo gravado em CD, encaminhá-lo por e-mail ou disponibilizá-lo em arquivo de áudio em algum site de compartilhamento de arquivos (disco virtual, de preferência WeTransfer), em formato wave, até o dia 10 de janeiro de 2018, sem custo para a organização do Festival. Esta data é a última para se corrigir a ficha técnica com o nome dos autores, intérpretes e amadrinhadores para o encarte ou capa do CD do 4º Esteio da Poesia Gaúcha. Vale a data do recebimento efetivo e não a de postagem e o envio da Ficha de Inscrição é obrigatório.

Art. 17º - O trabalho que não for entregue gravado na data estipulada será desclassificado e substituído pelo 1º suplente, e assim sucessivamente.

Art. 18º - O estúdio para a gravação do trabalho é de inteira responsabilidade dos autores, porém a qualidade da gravação deverá ser aprovada pelo produtor do CD e o técnico de masterização contratados pelo Festival.

PARÁGRAFO ÚNICO - Caso a gravação não seja aprovada, o concorrente terá o prazo de 4 (quatro) dias para entregar nova gravação, sob pena de substituição pelo trabalho suplente.

Art. 19º - A duração da gravação não poderá exceder a 10 (dez) minutos.

Art. 20º - Todo concorrente com poema selecionado no 4º Esteio da Poesia Gaúcha, declamadores e amadrinhadores, estarão automaticamente cedendo aos promotores os direitos de uso dos trabalhos inscritos e autorizando a gravação em CD e/ou DVD, bem como a divulgação do seu trabalho, em caráter irrestrito, ressalvados os direitos autorais pertinentes e previstos em legislação específica.

PARÁGRAFO ÚNICO – Quando tiver trabalho selecionado, o responsável pela obra deverá anexar uma declaração (o modelo será disponibilizado pela Comissão Organizadora após a triagem) renunciando aos direitos autorais, exclusivamente para a apresentação no dia do evento (exigência do ECAD).

CAPÍTULO VI – DA AVALIAÇÃO
Art. 21º -
A Comissão Avaliadora escolherá os melhores trabalhos entre os 10 triados levando em consideração o Art. 14º, e os quesitos abaixo, se valendo destes, também, para premiar o melhor intérprete:

Dicção – 20 pontos
Fidelidade ao Texto – 30 pontos
Postura Cênica – 10 pontos
Interpretação – 40 pontos

Art. 22º – O Melhor Trabalho em Palco será aquele que, segundo a Comissão Avaliadora, se destacar como conjunto, levando-se em consideração a harmonia entre declamador(es), amadrinhador(es) e letra, além da beleza teatral em cena e outros aspectos estéticos presentes na interpretação.

CAPÍTULO VI – DA PREMIAÇÃO
Art. 23º –
O festival pagará R$ 1.000 (mil reais) como premiação a cada poema classificado para a fase final.

Art 24º - A premiação pelo poema classificado para a final será paga por meio de dinheiro, cheque nominal, transferência bancária ou similares, e poderá ser efetuada antes, durante ou depois da final do festival, a critério da Administração Municipal de Esteio.

Art. 25º - Fica suspenso o pagamento desta premiação para o concorrente que ler ou usar de outro tipo de recuso para apresentar o poema. É obrigatório ser decorado.

Art. 26º – Além da premiação pelo poema classificado, os finalistas concorrerão a premiações específicas na final. Esta premiação será paga após o festival, por meio de transferência para conta corrente do premiado, em até 20 dias após o festival.

Art. 27º - A premiação específica na final será assim distribuída:

1º lugar Poesia: R$ 800 + troféu + duas diárias para duas pessoas na Hospedaria Provençal
2º lugar Poesia: R$ 600 + troféu
3º lugar Poesia: R$ 500 + troféu

1º lugar Intérprete: R$ 600 + troféu + duas diárias para duas pessoas na Hospedaria Provençal
2º lugar Intérprete: R$ 500 + troféu
3º lugar Intérprete: R$ 400 + troféu

1º lugar Amadrinhador: R$ 600 + troféu + duas diárias para duas pessoas na Hospedaria Provençal
2º lugar Amadrinhador: R$ 500 + troféu
3º lugar Amadrinhador: R$ 400 + troféu

Melhor trabalho em palco: R$ 1.200 + troféu + duas diárias para duas pessoas na Hospedaria Provençal

PARÁGRAFO ÚNICO – As estadias que compõem o prêmio, na Hospedaria Provençal, em Canela-RS (www.hospedariaprovencal.com.br) poderão ser usufruídas entre os dias 23 de março e 1º de julho, com exceção dos períodos compreendidos entre os dias 30 de março e 1º de abril, 20 e 22 de
abril, 27 de abril a 1º de maio e de 30 de maio a 3 de junho, e devem ser agendadas, antecipadamente, com a organização do Festival e com a Hospedaria.

CAPÍTULO VIII - DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 28º -
Fica assegurado à Comissão Organizadora do 4º Esteio da Poesia Gaúcha promover a edição de livro e gravação de CD/DVD com conteúdo exclusivo do evento, reservando-se, contudo, os direitos autorais, nos termos legais.

Art. 29º - Os participantes deverão estar na Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya de Esteio (Rua Padre Felipe, 900 – Centro), local das apresentações, às 19h do dia 24 de fevereiro de 2018.

Art. 30º - A aparelhagem de som ficará à disposição, no mesmo local, das 13h às 17h para teste e ensaios. A passagem de som é obrigatória.

Art. 31º - Caso seja comprovado o não-ineditismo de um dos trabalhos classificados, o mesmo será automaticamente desclassificado e substituído pelo 1º suplente na classificação, e assim sucessivamente.

Art. 32º - Caso o(s) declamador(es) e/ou amadrinhador(es) do poema não estiver(em) presente(s) quando solicitado para a apresentação, o trabalho será desclassificado.

Art. 33º - A remessa dos originais e da Ficha de Inscrição preenchida e assinada pelo(s) autor(es) com trabalhos selecionados na triagem, com reconhecimento de firma em cartório, significa a aceitação plena, por parte do(s) mesmo(s) e do(s) declamador(es) e amadrinhador(es) de todas as condições expressas nesse regulamento.

Art. 34º - As deliberações das comissões Avaliadora e Organizadora serão soberanas, não cabendo nenhuma contestação.

Art. 35º - Os casos omissos nesse regulamento serão decididos pelas comissões Organizadora e/ou Avaliadora do festival.

PROGRAMAÇÃO DA FINAL
24 de fevereiro de 2018
Das 13h às 17h - Passagem de som no palco, seguido de coquetel (para concorrentes)20h - Abertura do Festival e apresentação de artistas locais
20h45min – Apresentação dos poemas selecionados
23h – Show de encerramento e premiação

COMISSÃO ORGANIZADORA
Rafael Figliero - Secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer
Djalma Corrêa Pacheco – Coordenação/divulgação
Paulo Roberto Domingues Vargas – Coordenação Geral
Gabriela Rocha – Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer
Gabriella Raupp – Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer

INFORMAÇÕES

Diretoria de Comunicação Social da Prefeitura de Esteio
Telefones: (51) 3433-8125 e 99151-3893 (com Djalma)
Secretaria Municipal Cultura, Esporte e Lazer
Telefone: (51) 3473-0414 (com Rafael ou Gabriella)
Paulo Roberto Domingues Vargas
Telefone: (51) 99259-7137
facebook.com/esteiodapoesia
Neste final de semana aconteceu em Frederico Westphalen-RS, a fase classificatória do 5º Canto do Barril. Das composições defendidas, 14 intérpretes em 3 categorias garantiram a classificação para a fase final que acontece nesta terça-feira (19).

CLASSIFICADOS:

MODALIDADE A:
Laura Hann Sehu
Julia do Amaral Antonini
Isadora Fernandes Salaberry
Bianca Berton Lago
Patrícia Silva Fernandes

MODALIDADE B:

Cristiano Sonntag
Jônatas Luersen
Marcos Vinicius Pinto
Caroline de Oliveira Barbosa
Schaiane Bueno de Oliveira

MODALIDADE C:

Erlon e Marcos Pinto
Volnei Carlos e Vinicius
Bruno e Leandro
Micael e Isadora

FOTO: DIVULGAÇÃO/FACEBOOK


domingo, 17 de setembro de 2017

Na madrugada desta segunda-feira (18), foram conhecidas as vencedoras da 27ª Tafona da Canção Nativa de Osório. A grande vencedora do festival foi a composição “Meu mate de doze braças“, de Kuka Pereira e Tuny Brum, defendida por Tuny Brum.

Foram 14 composições finalistas, 04 da fase regional que se apresentaram na sexta-feira, e 10 da fase nacional, que subiram ao palco no sábado.

VENCEDORAS

1º LUGAR
MEU MATE DE DOZE BRAÇAS
Letra: Kuka Pereira
Melodia: Tuny Brum
Intérprete: Tuny Brum

2º LUGAR
BATUQUE DERRADEIRO
Letra: Bilora
Melodia: Bilora
Intérprete:

MELHOR INSTRUMENTISTA
LUCAS FERREIRA (ACORDEON)

MELHOR INTÉRPRETE

TUNY BRUM (
Meu mate de doze braças)

MELHOR TEMA LITORÂNEO
DOIS CONTADÔ
Letra: Diego Müller
Melodia: Érlon Péricles e Guilherme Castilhos
Intérprete: Érlon Péricles

MELHOR TEMA CAMPEIRO
MEU MATE DE DOZE BRAÇAS
Letra: Kuka Pereira
Melodia: Tuny Brum
Intérprete: Tuny Brum

MÚSICA MAIS POPULAR
BATUQUE DERRADEIRO
Letra: Bilora
Melodia: Bilora


FOTO: ELIANA C. IZAIAS/PMO

sexta-feira, 15 de setembro de 2017



Acompanhe a transmissão ao vivo da 27ª Tafona da Canção Nativa pela Rádio Osório.

A comissão julgadora da 27ª Tafona é composta por Jaime Vaz Brasil, Loma Pereira, Luizinho Santos, Marco Araujo e Maria Luiza Benitez.O festival será de 14 a 17 de setembro.

Confira as músicas que vão a palco na noite desta sexta-feira (15), pela fase regional.

BOI DE CONCHA
Letra: Marcelo Maresia / Daniel Maiba
Melodia: Marcelo Maresia

CARTAS PARA SOFIA
Letra: Marcelo Maresia / Ivo Ladislau
Melodia: Marcelo Maresia

PESCADOR DE SONHOS
Letra: Chico Saga e Mário Tressoldi
Melodia: Chico Saga e Mário Tressoldi

CIGANA DA PRAIA
Letra: Vaine Darde
Melodia: Paulinho Di Casa

O CANTO DA TERRA
Letra: Loreno Santos e Patrícia Camargo
Melodia: Loreno Santos

O MENINO
Letra: Vaine Darde
Melodia: Pedro Guerra

SOMOS O LITORAL
Letra: Nilton Jr. da Silveira
Melodia: Nilton Jr. da Silveira

A MINHA ALEGRIA
Letra: Jociel Lima
Melodia: Jociel Lima

DIVINA ORAÇÃO
Letra: Paulo César de Oliveira
Melodia: Paulinho Di Casa

ANEL DE ROSA E PRATA
Letra: Candido Osório da Rosa e Lealcindo Coelho Muniz
Melodia: Candido Osório da Rosa