sábado, 21 de julho de 2018

P R O G R A M A Ç Ã O

38ª COXILHA NATIVISTA
34ª COXILHA PIÁ
2ª COXILHA DA MÚSICA INSTRUMENTAL NATIVISTA

QUARTA-FEIRA – 25 de Julho

9h – Recepção e Credenciamento
Locais: Músicos - Quiosque do Ginásio (Fundos Ginásio Municipal).
Imprensa - na Assessoria de Comunicação (Prefeitura Municipal, Av. Gen. Osório, 533).

​10h – Início Passagem de Som Músicas Classificadas
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório

14h – Abertura da Praça Nativista – Alimentação/Vestuário/Acessórios/Produtos Típicos
Local: Rua General Osório (em frente ao Ginásio Municipal)

​14h – Abertura do Acampamento CCGL
Local: Acampamento Lenda da Panelinha – Parque Integrado de Exposições – BR 158/Km 198

18h – Recepção dos Participantes – Comissão Social
Local: Músicos - Quiosque do Ginásio (Fundos Ginásio Municipal).

18h – SHOW PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO (Ginásio)
Maykell Paiva

20h – Abertura Oficial da 38ª Coxilha Nativista
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório, nº 533

​20h30 – Show de Abertura – 2ª Coxilha da Música Instrumental
Marcelinho Carvalho

21h - Início das apresentações das concorrentes da Fase Local
Show de Intervalo – Ângelo Franco (A Coxilha canta Erico)

Após Show de Intervalo - Divulgação das 03 concorrentes da Fase Local classificadas para a Final.


QUINTA-FEIRA – 26 de Julho

9h – Recepção e Credenciamento
Locais: Músicos (Quiosque do Ginásio) – Av. Presidente Vargas
Imprensa (Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal) – Av. Gen. Osório, 533.

10h – Início Passagem de Som Músicas Classificadas
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório

14h – Abertura da Praça Nativista – Alimentação/Vestuário/Acessórios/Produtos Típicos
Local: Rua General Osório (em frente ao Ginásio Municipal)

14h – Abertura do Acampamento CCGL
Local: Acampamento Lenda da Panelinha – Parque Integrado de Exposições – BR 158/Km 198

18h – Recepção dos Participantes – Comissão Social
Local: Músicos (Quiosque do Ginásio) – Av. Presidente Vargas

​18h – SHOW PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO (Ginásio)
Ricardo Comasseto

19h – Abertura Oficial da 34ª Coxilha Piá
Abertura do Projeto “Coxilha Vai à Escola”
Início das apresentações das concorrentes - Categoria Piá Taludo
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório

​20h15 – Show de Intervalo – Manuela Martins

​20h45 – Premiação Vencedores – Categoria Piá Taludo

21h – Show de Abertura – 2ª Coxilha da Música Instrumental
Instrumental Picumã

21h30 - Início das apresentações das concorrentes da 1ª Eliminatória - Fase Geral
Show de Encerramento – Luiz Cardoso e Sinfonia Gaúcha


SEXTA-FEIRA – 27 de Julho

​9h – Recepção e Credenciamento
Locais: Músicos (Quiosque do Ginásio) – Av. Presidente Vargas
Imprensa (Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal) – Av. Gen. Osório, 533.

10h – Início Passagem de Som Músicas Classificadas
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório

14h – Abertura da Praça Nativista – Alimentação/Vestuário/Acessórios/Produtos Típicos
Local: Rua General Osório (em frente ao Ginásio Municipal)

14h – Início 28º Rodeio da Coxilha – Parque Integrado de Exposições - BR 158/Km 198
Rodeio – Dupla – Trios - Individual

14h – Acendimento da Chama da Coxilha e Cavalgada Nativista
Local: Saída do Acampamento Lenda da Panelinha – Parque Integrado de Exposições – BR 158/Km 198

18h – Recepção dos Participantes – Comissão Social
Local: Músicos (Quiosque do Ginásio) – Av. Presidente Vargas

​18h – SHOW PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO (Ginásio)
Leonel Gomez

19h – Início das apresentações das concorrentes - Categoria Piá
Local: Palco “Jayme Caetano Braun” – Ginásio Municipal – Av. Gen. Osório

​20h – Show de Intervalo – Leonel Gomez

​20h30 – Premiação Vencedores – Categoria Piá

20h45 – Show de Abertura – 2ª Coxilha da Música Instrumental
Yangos

21h15 - Início das apresentações das concorrentes da 2ª Eliminatória - Fase Geral
Show de Intervalo – Yamandu Costa
Após Show de Intervalo - Divulgação das 10 classificadas para grande Final.


SÁBADO – 28 de Julho

9h –
28º Rodeio da Coxilha – Parque Integrado de Exposições - BR 158/Km 198

10h – Início Evento Gastronômico – “Mais quê Chefe” – CCGL

12h – Resultado do Concurso Culinário

14h – Abertura da Praça Nativista – Alimentação/Vestuário/Acessórios/Produtos Típicos
Local: Rua General Osório (em frente ao Ginásio Municipal)

​15h –
Show Paquito e Joia (Acampamento CCGL – Parque de Exposições)

15h – Início Torneio de Truco

15h – Mi Maior de Gavetão – Concurso de Trovas
Local: Acampamento Lenda da Panelinha – Parque Integrado de Exposições - BR 158/Km 198
18h – Recepção dos Participantes – Comissão Social
Local: Músicos (Quiosque do Ginásio) – Av. Presidente Vargas

18h –
SHOW PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO (Ginásio)
Luiz Carlos Borges

20h – Show de Abertura – 2ª Coxilha da Música Instrumental
Luiz Cardoso Borges

​20h45 - Início das apresentações das concorrentes - Finalíssima
Resultado e entrega da premiação final da 38ª Coxilha Nativista
Show Encerramento – João de Almeida Neto (Boêmios e Gaúcho também chora)


DOMINGO – 29 de Julho

09h – Final 28º Rodeio da Coxilha

09h – Final do Torneio de Truco

10h – Final Mi Maior de Gavetão – Concurso de Trovas

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.– 1º Encontro de Gaiteiros da Coxilha Nativista – Praça de Alimentação
Local: Acampamento Lenda da Panelinha – Parque Integrado de Exposições - BR 158/Km 198.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

SINUELO DA CANÇÃO NATIVA – 16º APARTE
1º E 02 DE SETEMBRO DE 2018
SÃO SEPÉ-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 27/07/2018

REGULAMENTO FICHA DE INSCRIÇÃO

OBJETIVOS:
Art. 1º –
Incentivar compositores, instrumentistas e intérpretes a defender, pesquisar e cultuar nossa música nativa, fazendo uso dos instrumentos já consagrados na arte regional gaúcha visando a preservação das raízes culturais.

Parágrafo Único – Oportunizar aos MÚSICOS, POETAS e INTÉRPRETES sepeenses a apresentarem seus trabalhos a nível de Rio Grande do Sul.

DA PARTICIPAÇÃO:
Art. 2º –
Somente poderão participar do festival COMPOSIÇÕES INÉDITAS, que não foram gravadas (LPs, CD ou DVDs), impressas ou editadas em qualquer veículo de comunicação em massa, podendo, entretanto, terem participação de outros festivais, desde que não tenham sido premiadas ou integrarem suas discografias.

Parágrafo Único – Qualquer objeto de denúncia de não ineditismo, com as respectivas provas acarretará na sumária desclassificação da composição, que será imediatamente substituída pela respectiva suplente em ordem de classificação.

Art. 3º – Cada concorrente ou parceria poderá inscrever, em ambas as FASES, até 5 (CINCO) composições, podendo serem classificadas no máximo 1 (UMA). O intérprete poderá defender 01 (uma) composição, e participar como Dueto em uma segunda interpretação, e os instrumentistas poderão participar de 02 (duas) composições, englobando ambas as fases.

Parágrafo Único – Como a limitação é de 5 inscrições, solicita-se sejam contatados os autores para que se evite ultrapassar esse número, vindo a causar problemas de organização.

Art. 4º – Todas as composições que forem apresentadas no palco, deverão ter, no mínimo, 3 (três) participantes.

DAS INSCRIÇÕES:
Art. 5º –
As composições deverão ser enviadas somente via e-mail, contendo uma cópia da Letra da Música digitalizada em PDF, uma cópia de Ficha de Inscrição e uma cópia do Áudio da Música em extensão “MP3”.

Art. 6º – As inscrições tanto da fase regional e estadual deverão ser enviadas somente para o seguinte e-mail: jesproart@hotmail.com.

Parágrafo Único – As inscrições se encerram IMPRETERIVELMENTE em 27 de Julho de 2018.

Observação: Os arquivos que não forem abertos em virtude de não seguirem os padrões e/ou por conter algum tipo de vírus, será automaticamente descartado e desclassificado.

Art. 7º – A triagem ocorrerá em data a definir pela comissão organizadora e postada assim que for definido, para que os inscritos possam ter acesso rápido de tais informações.

Art. 8º – As 12 (doze) composições premiadas na pré-seleção (Fase Estadual_, serão apresentadas no palco do Ginásio Nery Bueno Lopes, no dia 01 de Setembro de 2018, classificando-se destas, 10 (dez) para a final do dia 02 de Setembro de 2018.

Art. 9º - Todos os concorrentes, intérpretes e músicos (DE AMBAS AS FASES) para uma melhor visibilidade cultural de nossa arte nativa, solicitamos que subam ao palco trajando a indumentária típica do gaúcho, poderão ser usados no palco todos os tipos de instrumentos e os gêneros musicas deverão ser aqueles tradicionais e os aculturados.

ETAPA REGIONAL:
Art. 10º –
As 06 (seis) composições premiadas para esta etapa serão apresentadas no dia 01 de Setembro de 2018, classificando-se, 04 (quatro) para a final do dia 02 de Setembro de 2018.

Parágrafo 1º – Poderão participar tão somente MÚSICOS, POETAS e INTÉRPRETES que residam, tenham nascido ou residido em São Sepé, Vila Nova do Sul e Formigueiro. Os que não residirem em São Sepé e se enquadrarem neste Artigo, deverão comprovar com um “xerox” de documento de identidade.

Parágrafo 2º – Cada composição a ser apresentada no palco, poderá contar com 1 (UM) instrumentista que não se enquadre neste artigo.

Art. 11º – As 04 (quatro), que sem enquadrem neste artigo, concorrerão em igualdade de condições com as demais integrantes da final do dia 02 de Setembro de 2018, à toda a premiação.

Art. 12º – OS compositores premiados para participar do Festival fase (REGIONAL E ESTADUAL), somente subirão ao palco se estiverem suas Fichas Técnicas assinadas e AUTORIZAÇÃO PARA GRAVAÇÃO DA MÚSICA EM CD, devidamente assinada e registrada em cartório, independendo de classificar-se ou não para a gravação do CD.

DA PREMIAÇÃO:
Art. 13º –
Os compositores classificados na pré-seleção e notificados, receberão um prêmio no valor de R$1.900,00 (um mil e novecentos reais), observando os descontos de impostos legais na FASE ESTADUAL, e um prêmio de R$1.000,00 (um mil reais) observando os descontos de impostos legais na FASE REGIONAL, por música selecionada a ser recebida logo após a apresentação da música no palco.

Art. 14º – Todas as músicas selecionadas com o prêmio de participação para o Festival em ambas das fases, deverão no ato de sua inscrição e credenciamento, informar junto o responsável pelo recebimento da Premiação, contendo o seu Nr da Inscrição no INSS (NIS, PIS), CPF e RG.

Art. 15º – A comissão julgadora proclamará, ao final da noite de Domingo, dentre as finalistas, as seguintes premiações:

a) 1º Lugar – Troféu e R$4.000,00, observando retenções legais 22,5% IRF;
b) 2º Lugar – Troféu e R$3.000,00, observando retenções legais 15% IRF;
c) 3º Lugar – Troféu e R$2.000,00, observando retenções legais 7,5% IRF;
d) Música Mais Popular – Troféu e R$1.000,00
e) Música com Melhor Letra – Troféu e R$500,00
f) Música com Melhor Melodia – Troféu e R$500,00
g) 1º Lugar da Fase Regional – Troféu e R$1.000,00
h) 2º Lugar da Fase Regional – Troféu e R$500,00
i) Melhor Intérprete – Troféu e R$300,00
j) Melhor Instrumentista – Troféu e R$300,00

Art. 16º – A Comissão Central NÃO se responsabiliza por reserva de acomodações em hotéis da cidade.

Parágrafo Único – NÃO será oferecida refeição aos concorrentes.

PENALIDADES:
Art. 17º –
Os compositores perderão direito a Premiação nos seguintes casos:
a) Pelo não cumprimento do horário estabelecido pela Comissão Central para apresentação na hora e local determinado;
b) Pelo não cumprimento do horário de “passagem de som” das músicas, que será nos dias 01 de Setembro de 2018, das 10:00 horas às 17 horas;
c) Pala não entrega da ficha técnica devidamente preenchida até o ato do seu cadastramento no dia do festival, anterior a sai passagem de som.

DIVERSOS:
Art. 18º –
A Comissão Central do SINUELO DA CANÇÃO NATIVA – 16º Aparte, terá o prazer de credenciar repórteres, profissionais de rádios, jornais, TV e ORGANIZADORES DE FESTIVAIS.

Art. 19º – Todo o concorrente, uma vez inscrito no SINUELO, estará autorizando automaticamente a Comissão Central a gravação em CD, regravações, inclusive em coletâneas e divulgação em caráter irrestrito, de seu trabalho, ressalvados apenas os direitos autorais pertinentes e previstos em legislação específica.

Art. 20º – As omissões e dívidas oriundas de outra ordem e não limitadas ao presente regulamento, serão examinadas e resolvidas, soberanamente, pelas Comissões Central e Julgadora, conforme o caso.

Art. 21º – Será observada a legislação do Imposto de Renda e Instruções Normativas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS-desconto de 11%) no que tange a valores pagos, desde que atinja os valores, e/ou podendo ser rateado os valores entre os concorrentes da mesma composição, para a não cobrança de impostos, dentro da legalidade expressa por legislação em vigor.

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

10º CANTO FARROUPILHA
4º CANTINHO FARROUPILHA

07 A 09 DE SETEMBRO DE 2018
ALEGRETE-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 1º/08/2018

REGULAMENTO DO 4º CANTINHO FARROUPILHA - FICHA DE INSCRIÇÃO

REGULAMENTO - FICHA DE INSCRIÇÃO

I - DA ORGANIZAÇÃO, SEDE, LOCAL E DATA: 

Art. 1º - O 10º CANTO FARROUPILHA é uma realização da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, 4ª Região Tradicionalista e Coordenadoria dos Festejos Farroupilhas e Centro Farroupilha de Tradições Gaúchas. Será realizado na cidade do Alegrete RS, na sede do CTG Farroupilha, nos dias 07 e 08 de setembro de 2018.

Art. 2º - O 10º CANTO FARROUPILHA será desenvolvido dentro da temática regional campeira do RS, ou seja, as composições devem representar as raízes da nossa cultura, tanto no poema, como nos ritmos e instrumentos usados. 

II - DOS OBJETIVOS: 
Art. 3º - Despertar o interesse pela temática campeira/nativista; valorizar os talentos do município e Estados e desenvolver o gosto pelas criações mais identificadas com o regionalismo gaúcho. 

Art. 4º - Incentivar a pesquisa das origens alegretenses e sul-americanas, resgatando aspectos da nossa história, cultura e tradição, com a projeção da terceira Capital Farroupilha, tanto regional quanto nacionalmente. 

Art. 5º - Possibilitar o surgimento de novos talentos, tornando viável a divulgação de suas obras e ratificando os talentos já conhecidos.

Art. 6º - Premiar e divulgar os trabalhos musicais que receberem destaque no evento. 

III - DA ADMINISTRAÇÃO: 
Art. 7º - Compete à Comissão Organizadora: 
a) escolher e convidar as pessoas que deverão integrar o júri, composto de três a cinco nomes de reconhecida idoneidade e autoridade, ao qual caberá o julgamento das composições que se inscreverem; 

b) receber as inscrições para o Festival; 

c) credenciar todos os participantes do evento, desde que os mesmos compareçam à comissão para tanto destacada; 

d) credenciar repórteres, profissionais de rádio, jornais, TV e organizadores de festivais; 

Art. 8º - Para participar do 10º CANTO FARROUPILHA, na Fase Local, os autores da letra e da música, assim como o intérprete, deverão ser obrigatoriamente nascidos no Alegrete-RS, ou que tenham residência fixa, no mínimo há três anos nesta cidade. Na fase estadual poderão participar autores, músicos e intérpretes do estado do RS, demais estados do Brasil, Argentina e Uruguai, desde que as composições estejam enquadradas nos itens a seguir. 

Art. 9º - As composições inscritas deverão ser inéditas, ou seja, que não tenham sido gravadas em discos ou similares, ou premiadas em eventos do gênero. 

Art. 10º - Cada compositor ou grupo poderá inscrever até 05 composições, de forma gratuita, até o dia 01 de agosto de 2018, impreterivelmente, sendo que, das inscritas, no máximo serão classificadas uma composição por autor ou em parcerias. 

Art. 11º - Para a fase local, também, será selecionada uma composição por autor. Para participar da fase local é necessário anexar junto à ficha de inscrição: xerox do RG, CPF e comprovante de residência. Afim de provar legalmente o tempo exigido no art. 8º.

Art. 12º - Para ser inscrita, a composição deverá ser enviada em MP3 ou outro arquivo capaz de reproduzir a obra, com cópia da letra em arquivo PDF ou Word (sem a identificação dos autores), juntamente com a ficha de inscrição que se encontra no site www.alegrete.rs.gov.br, devidamente preenchida e assinada pelo(s) letrista(s) e pelo(s) compositor(es), até a data limite de 01 de agosto de 2018 para o e mail cantofarroupilhadealegrete@gmail.com

Parágrafo Único – A triagem será realizada em data, ainda, a ser definida pela organização. Outrossim, a Coordenação do Evento não se responsabilizará pelos arquivos em MP3 ou similares que não estiverem em condições de ser reproduzidos. 

Art. 13º - A inscrição implicará na autorização para gravação e comercialização dos trabalhos gravados em CD ou DVD, reservados os direitos previstos em lei, bem como edição e comercialização de partituras musicais das composições e utilização das gravações e fotos, material de divulgação, sem ônus para o evento, ressalvados apenas os direitos autorais pertinentes e previstos em legislação específica. 

Art. 14º - A gravação das 12 músicas que irão compor o CD ou o DVD será no dia 8 de setembro de 2018, no momento de suas apresentações, ao vivo. 

Art. 15º - O número de componentes de cada grupo musical não poderá ser superior a 07(sete) e nem inferior a 03 (três). 

Art. 16º - Os intérpretes e músicos não poderão defender mais de 02 (duas) composições, sendo assim: Cada participante poderá subir ao palco para defender no máximo 02 (duas) composições. 

Art. 17º - Os músicos e intérpretes masculinos e femininos, obrigatoriamente, deverão apresentar-se devidamente pilchados no palco, com a indumentária típica do Rio Grande do Sul, bem como dos demais países que compõem a macrorregião do Pampa (Argentina/Uruguai) – o gaúcho - sem descaracterização, admitindo-se traje de época, desde que fundada em pesquisas legais. 

Art. 18º - A passagem de som das músicas classificadas será das 14 às 18 h do dia da apresentação de cada música, no local do festival.

Art. 19º - A avaliação dos trabalhos serão feitas nas duas noites de evento. Para a fase local serão classificadas 04 (quatro) músicas e para a fase estadual 08 (oito) músicas. As 12 (doze) composições serão apresentadas nos dias 07 e 08 de setembro. 

Art. 20º - As músicas selecionadas da fase estadual receberão a título de Direitos Autorais e Artísticos e Ajuda de Custo, a importância de R$ 2.000,00 (dois mil reais) por música. As músicas selecionadas na fase local receberão a título de Direitos Autorais e Artísticos e Ajuda de Custo a importância de R$ 1.000,00 (mil reais) por música. O pagamento será efetuado após a apresentação da música, no local do evento. 

Art. 21º - Dessa forma, a comissão organizadora isenta-se da responsabilidade pelas refeições e deslocamento dos músicos e autores participantes. 

Art.22º - O pagamento estabelecido no artigo 20º será efetuado somente mediante apresentação de nota fiscal, correspondente a cada composição participante. Não havendo descontos de impostos. 

Art. 23º - As premiações do 10° Canto Farroupilha serão pagas posteriormente, em um prazo de até 60 dias, pela Prefeitura Municipal de Alegrete. 

Art. 24º - Será disponibilizado alojamento para os músicos (Solicitar antecipadamente). 

Art. 25º - As omissões e dúvidas suscitadas serão resolvidas, livres e soberanamente pelas Comissões Organizadora e Julgadora do 10º CANTO FARROUPILHA, levando em conta o caráter moral, intelectual e legal do fato apresentado.

V - DA PREMIAÇÃO:
1º Lugar: Troféu - Antônio José de Vargas e R$$ 2.000,00 (dois mil reais). 

2º Lugar: Troféu -Cilço de Araújo Campos e R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais). 

3º Lugar: Troféu- Honório Lemes e R$ 1.000,00 (mil reais). 

Melhor instrumentista: Troféu- Piu Fontoura e R$ 200,00 (duzentos reais). 

Melhor intérprete: Troféu -Gildo de Freitas e R$ 200,00 (duzentos reais). 

Música mais popular: Troféu- Nico Fagundes e R$ 200,00 (duzentos reais). 

Melhor poesia: Troféu -João da Cunha Vargas e R$ 200,00 (duzentos reais). 

Melhor melodia: Troféu -Darcy Fagundes e R$ 200,00 (duzentos reais). 

COMISSÃO JULGADORA 10º CANTO FARROUPILHA 2018
- Miguel Bicca (São Borja/RS) 
- Paulo Dias Garcia (Alegrete/RS) 
- Ângelo Franco (Garruchos/RS) 
- Ita Cunha (São Gabriel/RS) 
- Cristian Camargo (Pelotas/RS) 

Contato:
Centro Farroupilha de Tradições Gaúchas 
Rua Euripides Brasil Milano, 509 – centro- Alegrete-RS. 
cantofarroupilhadealegrete@gmail.com 
Roberto Silveira (55) 999.940.430 
Cristiano Fantinel (55) 999.920.919

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.
8º FESTIVAL CAMPO A FORA
08 DE SETEMBRO DE 2018
SANTIAGO-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 17/08/2018

REGULAMENTOFICHA DE INSCRIÇÃO

CAPÍTULO I – OBJETIVOS
Artigo 1º –
O 8º Festival Campo a Fora, regulamentado por este instrumento, São seus objetivos:
a) Fomentar e incentivar a criatividade de compositores e intérpretes com letras e músicas ligadas à temática regionalista do Rio Grande do Sul;
b) Propiciar a revelação de novos talentos e facilitar a difusão de suas realizações artísticas;
c) Criar espaço para integração de artistas e pessoas ligadas à cultura musical sul rio-grandense;
d) Promover, através de atrações nativistas, tradicionalistas e culturais, a divulgação do município de Santiago;
e) Desenvolver na população em geral, o apreço pelas manifestações artísticas sul rio-grandenses;

CAPÍTULO II – ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL
Art. 2º –
A comissão é formada pelos integrantes do Piquete Tradicionalista Campo a Fora;

Art. 3º- Compete à Comissão Organizadora do Festival Campo a Fora:
a) Contratar pessoal técnico a fim de atender à sua destinação específica para o desenvolvimento do evento;
b) Receber as inscrições para o festival;
c) Fixar o preço do ingresso e outras taxas do evento;

CAPÍTULO III – INSCRIÇÕES
Art. 4º –
Serão permitidas inscrições de qualquer compositor, desde que observadas as determinações do presente regulamento.

Art. 5º – O prazo para inscrições ao 8º Festival Campo a Fora se encerra no dia 17 de agosto de 2018, observando-se para tanto a data do envio pela internet.

§ 1°: As inscrições deverão ser encaminhadas para o seguinte endereço eletrônico: festivalcampoafora@gmail.com

Art. 6º – Não será cobrada nenhuma taxa de inscrição.

Art. 7º – O número de composições a serem inscritas será de até 05 (cinco), músicas. Poderão classificar-se no máximo 02 (duas) composições por AUTOR, individual ou em parceria.

Art. 8º – As composições deverão ter caráter inédito, entendendo-se como tal os trabalhos que não tenham sido gravados em discos ou similares com caráter comercial.

Art. 9º – Após a inscrição de sua obra, o compositor fica condicionado a não divulgação pública da mesma até a data do evento, sob pena de desclassificação.

Art. 10º – Cada composição inscrita/concorrente deverá ser enviada com uma cópia em mp3, acompanhada de cópia digitada da letra (Word Office), além da Ficha de Inscrição devidamente preenchida.
Na gravação também não serão exigidos todos os instrumentos utilizados no dia da apresentação.

Art. 11º – O tempo de execução de composição não poderá exceder a 06 (seis) minutos.

Art. 12º – Serão permitidos, além de instrumentos musicais típicos do Rio Grande do Sul, todo e qualquer instrumento que o arranjador julgar necessário para melhor qualificação, desempenho e enriquecimento da obra classificada, sendo que o(s) autor (s) se responsabiliza(m) por sua introdução no palco.

Parágrafo único: A Comissão Organizadora não colocará qualquer instrumento musical no palco, exceto sonorização e iluminação profissional com equipe técnica.

CAPÍTULO IV – JULGAMENTO
Art. 13°:
A comissão avaliadora será constituída por pessoas de comprovada capacidade técnica e de grande expressão no cenário da música e da cultura gaúcha, podendo haver eventuais substituições desses integrantes, a critério da Comissão Organizadora do festival.
Parágrafo único: Encerrada as inscrições, a Comissão de Triagem, convidada pela Comissão Organizadora do 8º Festival Campo a Fora, classificará 12 (doze) composições concorrentes e mais 5 (cinco) suplentes que serão ordenadas em sequência para eventuais substituições das composições classificadas.

CAPÍTULO V – DIA DO FESTIVAL
Art. 14º –
O 8º Festival Campo a Fora será realizada no dia 08 de setembro de 2018 (sábado) no CTG Coxilha de Ronda, Santiago-RS, sendo que deverão subir ao palco as 12 composições concorrentes classificadas.

CAPÍTULO VI – APRESENTAÇÃO
Art. 15º –
A relação das composições classificadas, data e ordem de apresentação no 8º Festival Campo a Fora, serão comunicados de forma individual aos seus autores nos dias 19 e 20 de agosto de 2018, bem como pelos meios de comunicação.

Art. 16º – As músicas concorrentes, somente poderão ser apresentadas por artistas trajando indumentária típica do Rio Grande do Sul.
Parágrafo único: Ficam proibidas as vestimentas e/ou adereços contendo caracteres publicitários e/ou de conotação política.

Art. 17º - 
Os conjuntos deverão ter no máximo 8 artistas integrantes.

Art. 18º - Cada artista poderá participar de, no máximo, 3 (três) composições concorrentes como instrumentista e, no máximo, 2 (duas) composições concorrentes como intérprete.

Art. 19º – A passagem de som no dia da apresentação deverá ser realizada a partir das 9 (nove) horas da manhã, até às 17 (dezessete) horas da tarde, impreterivelmente, sendo que não serão realizadas passagens de som fora destes horários. A ordenação da passagem de som se dará pela ordem de preenchimento da ficha de apresentação, que deverá ser preenchida até as 14 (quatorze) horas. O tempo máximo para passagem de som será de 20 minutos por composição.

CAPÍTULO VII – DA CLASSIFICAÇÃO E PREMIAÇÃO
Art. 20º -
O FESTIVAL CAMPO A FORA não oferece premiação em dinheiro, e sim uma ajuda de custo para cada música classificada no valor de R$750,00 (setecentos e cinquenta reais), pois visa à confraternização entre amigos, músicos, tradicionalistas e a população santiaguense.

§ 1°: As composições vencedoras receberão premiação em troféu.

Art. 21º – Os destaques do 8º Festival Campo a Fora receberão a seguinte premiação:
PRIMEIRO LUGAR
SEGUNDO LUGAR
TERCEIRO LUGAR
Melhor Instrumentista
Melhor Intérprete
Melhor Letra
Melhor Melodia
Música Mais Popular

Parágrafo Único: A Música Mais Popular será eleita por votação do público através de aplausos, conforme o julgamento dos jurados.

CAPÍTULO VIII – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Art. 22º
- As 12 composições classificadas para o 8º festival campo a fora tem o prazo de 7 dias para confirmar a participação no festival e autorizar ou enviar novo arquivo da gravação que irá para o CD.

Parágrafo único: (o cd será comercializado no dia do Festival)

Art. 23º – As Comissões Organizadoras e Avaliadoras serão inteiramente responsáveis e soberanas em suas decisões sendo estas irrecorríveis.

Art. 24º – Quaisquer omissões ou dúvidas quanto à interpretação deste regulamento serão examinadas e resolvidas soberanamente pela Comissão Organizadora.

COMISSÃO ORGANIZADORA
P.T. Campo a Fora

INFORMAÇÕES
www.facebook.com/Festivalcampoafora
Ou pelo E-mail festivalcampoafora@gmail.com
Fone/Watsapp – Felipe Machado – (55) 9.9951-4867
Roger Antochieviez – (55) 9.9603-4710
Uilian Machado- (55) 9.9946-2128
Fernando Lorenzini – (55) 9.9915-4110

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

A Comissão organizadora do 11º Canto Nativo, divulgou nesta segunda-feira (09), as obras classificadas para o festival que acontece nos dias 17 e 18 de agosto no Parque de Exposições do Sindicato Rural de Santo Augusto. A triagem das obras inscritas ocorreu nos dias 05, 06, 07 e 08 de julho nas dependências do Sindicato Rural de Santo Augusto.

Já o 4º Cantinho Nativo está com o período de inscrições abertas até o dia 04/08/2018 pelo e-mail: cantinhonativosa2017@gmail.com. As classificadas serão divulgadas até o dia 10/08/2018. Confira o regulamento clicando AQUI!

RELAÇÃO DAS OBRAS CLASSIFICADAS:


SEXTA-FEIRA
17 DE AGOSTO DE 2018

FASE LOCAL
01 - Regalo de Deus - Milongão 
Letra: João Perusatto
Melodia: Henrique Rodrigues

02 - Ave Maria das Antônias - Milonga
Letra: Davi Teixeira
Melodia: Maximiliano Tchetuco

03 - Restos de rimas - Milonga
Letra: Jorge Luiz Machado Rodrigues
Melodia: Henrique Rodrigues

SUPLENTE FASE LOCAL
Dos fletes que domei - Chamarra
Letra: Jeferson Edegar da Silva
Melodia: Cirilo Sperotto


QUEBRA-COSTELAS

01 - Zamba para uma estrela - Zamba 
Letra: Dilceu dos Santos, Darci Zwirtes, Iberê Martins e Silvio Genro
Melodia: Delcí Taborda e Iberê Martins

02 - Carreteiro seresteiro - Polca
Letra: João Perusatto
Melodia: João Perusatto


FASE REGIONAL

01 - Sereno - Rasguido Doble
Letra: Dalvam Medina
Melodia: Marcelo Paz Carvalho

02 - Refugiado - Milonga
Letra: Cirilo Sperotto
Melodia: Cirilo Sperotto

03 - Mãos da vida Milonga Canção 
Letra: João Carlos Konig
Melodia: Fabiano Cestari Costa

04 - De compadre pra compadre - Xote
Letra: Marcelo Paz Carvalho
Melodia: Marcelo Paz Carvalho

05 - Mirando Lejos - Milonga
Letra: Alexandre Marek
Melodia: Anderson Marek

SUPLENTE FASE REGIONAL
Partindo pra buscar - Milonga
Letra: Vitor Fioravante Bertei
Melodia: Henrique Bagesteiro Fan e Vani Vieira


SÁBADO
18 DE AGOSTO DE 2018

FASE GERAL 

01 - Quando se calam as tesourasChamamé 
Letra: Fabio Daniel Costa/Cristiano Behling/Valtair Behling
Melodia: Henrique Bagesteiro Fan/Vane Vieira

02 - O silêncio do meu violão - Milonga
Letra: Hilo Paim
Melodia: Luiz Carlos Ranoff

03 - Culpa - Milonga
Letra: Matheus Costa Borges
Melodia: Guilherme Castilhos

04 - Prenda bem querer - Rasguido Tangueado
Letra: Alexandre Marek
Melodia: Anderson Marek

05 - Quando um taura se faz terra - Milonga
Letra: Rômulo Chaves
Melodia: Jean Carlo Kirchoff

06 - Motivos para meu canto - Milonga
Letra: Luiz Onério Pereira
Melodia: Leandro Massah

SUPLENTES FASE GERAL
01 - Sob os olhos do luar - Chamamé
Letra: Bianca Bergman
Melodia: Igor Silveira

02 - Pelos olhos dos meus sonhos - Canção
Letra: Valdir Disconzi
Melodia: Halber Lopes

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

3º UNIMED DA CANÇÃO NATIVA
13 DE OUTUBRO DE 2018
SANTA MARIA-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 23/08/2018

REGULAMENTO - INSCRIÇÕES


Da promoção

O 3º Festival Unimed da Canção Nativa é uma promoção da Unimed Santa Maria/RS e realizar-se-á no dia 13 de outubro de 2018 nas dependências do Park Hotel Morotin (BR 287 – Km 239, nº 1981), em Santa Maria-RS.

Poderão participar deste evento, médicos cooperados do Sistema Unimed, bem como seus dependentes em primeiro grau: esposa (o) e filhos (as).

NB: Será permitida a parceria destes cooperados e dependentes com outros compositores.

Dos Objetivos
1º - Oportunizar manifestações artísticas culturais e valorizar a música gaúcha em todas suas linhas, ritmos, origens e influências.

2º - Reafirmar através da música a importância da preservação das nossas mais caras tradições rio-grandenses.

3º - Promover o surgimento de novos talentos e enaltecer os já consagrados.

4º - Premiar as composições vencedoras e difundi-las através de registro fonográfico.

Da Inscrição
1° -
As inscrições estarão abertas no período de 1º de julho a 23 de agosto de 2018. A inscrição de cada composição deverá ser realizada diretamente no site www.unimedsm.com.br/festival– acompanhada da letra
da canção e do arquivo de áudio em formato “mp3” da música inscrita.

2º - Obrigatoriamente, um médico cooperado do Sistema Unimed ou dependente deverá ser o responsável pela inscrição, sendo que um poderá inscrever até três (3) músicas.

3º - Os participantes, após inscreverem seus trabalhos, não poderão apresentá-los publicamente até a data do evento.

4º - Serão permitidos todos os tipos de instrumentos musicais, sendo sua introdução no palco de inteira responsabilidade dos compositores.

5º - Ao inscrever-se, o participante estará acatando, implicitamente todos os artigos deste Regulamento.

6º - Obrigatoriamente, um médico cooperado do Sistema Unimed e ou dependentes em primeiro grau, deverá ser autor da letra ou da melodia.

7º - Não será cobrada taxa de inscrição.

Da Seleção
1º -
A comissão organizadora do 3º Festival Unimed da Canção Nativa constituirá uma comissão julgadora formada por cinco (5) pessoas para realizar a triagem das 15 músicas e também para escolher e premiar as vencedoras, ao final do evento.

2º - Serão selecionadas 15 músicas, as quais serão divulgadas logo após a triagem por correspondência eletrônica, no site do Festival e na imprensa local e destas, 12 músicas irão compor o CD do 3º Festival Unimed da Canção Nativa.

3º - Cada cooperado ou dependente, em seu nome ou em parceria, poderá inscrever até três (3) músicas, porém apenas DUAS (2) poderão ser selecionada, a fim de ampliar oportunidades.

4º - As composições inscritas deverão ser inéditas (letra e música), sendo eliminadas quando já registradas em livro, gravadas em vinil, CD, fita K-7, DVD, etc.

5º - Será considerada inédita a composição que tenha participado de outro festival, desde que não tenha sido premiada ou gravada no CD do evento.

NB: O não ineditismo não percebido pelas comissões avaliadora e organizadora poderá ser objeto de denúncia por escrito, acompanhado de provas, até às 18 horas do dia do evento.

Da Apresentação
1º -
O 3º Festival Unimed da Canção Nativa, realizar-se-á em 13 de outubro de 2018, às 20 horas, no Park Hotel Morotin, BR 287 – Km 239, nº 1981, em Santa Maria-RS.

2º - Cada intérprete poderá defender apenas uma (1) música no Festival. Já os músicos instrumentistas poderão defender até duas (2) composições, não sendo permitida a participação destes, mesmo que de outras formas, na defesa de mais de 2 composições no palco.

3º - Os grupos musicais deverão ser formados pelo mínimo de três (3) e pelo máximo de sete (7) componentes.

4° -
É obrigatória a participação de um médico cooperado do Sistema Unimed, ou dependente em primeiro grau, na apresentação da música no palco do Festival.

5º - As composições não poderão exceder cinco (5) minutos de duração, tanto na seleção quanto na apresentação.

6º - Será exigido o uso de indumentária característica do Estado do Rio Grande do Sul.

7º - Os componentes do grupo que fará o show do Festival, poderão participar na defesa das composições selecionadas somente como músicos instrumentistas e não como intérpretes ou compositores.

NB: O uso de vestuário contendo inscrições político-partidárias, logotipos empresariais (exceto logotipos próprios do Sistema Unimed) e textos que sejam considerados inapropriados, poderão resultar em desclassificação dos participantes (a critério da comissão organizadora).

Da Ajuda de Custos
Cada uma das quinze (15) músicas selecionadas na triagem do 3º Festival Unimed da Canção Nativa receberá ajuda de custo referente a direitos de imagem, direitos autorais e execução da composição (inclusive para fins de divulgação do Festival), que serão pagos da seguinte forma:

R$ 1.000,00 (mil reais) pelo cumprimento do horário da equalização de som (passagem de som em horário a ser definido pela comissão organizadora do Festival);

R$ 3.000,00 (três mil reais) após apresentação da composição no Festival.

Todas as canções classificadas serão gravadas ao vivo em Santa Maria, mas somente doze (12) serão classificadas para compor o CD/DVD do 3º Festival Unimed da Canção Nativa.

Da Premiação
1º lugar:
Troféu Coração do Rio Grande e R$ 3.000,00 (três mil reais)

2º lugar: Troféu Presidente João Eduardo de Oliveira Irion e R$ 2.000,00 (dois mil reais)

3º lugar: Troféu Waldir Veiga Pereira e R$ 1.000,00 (mil reais)

Música Mais Popular: troféu

Melhor Intérprete: troféu

Melhor Letra: troféu

Melhor Instrumentista: troféu

Melhor Melodia: troféu

Melhor Arranjo: troféu

Melhor Tema sobre Medicina: troféu

Unimed Destaque: Troféu Nilson May (para Cooperativa com maior número de composições selecionadas. Como critério de desempate, maior número de composições inscritas).

Das Disposições Gerais
1º -
Os autores e compositores que se inscreverem para o 3º Festival Unimed da Canção Nativa, estarão implicitamente autorizando a gravação em CD e DVD das canções, ressalvando os direitos autorais.

Os direitos de imagem ficam autorizados ao promotor do Festival para fazer uso das mesmas, como divulgação de ações culturais.

Os autores classificados deverão ter em mãos, no dia do Festival, a AUTORIZAÇÃO para gravação da sua música, AUTENTICADA EM CARTÓRIO, conforme rege a legislação atual.

2º - Os profissionais da imprensa que tiverem interesse em transmitir ao vivo o Festival, serão devidamente credenciados pela comissão organizadora.

3º - Para preservar a credibilidade do Festival, não poderão participar do mesmo, parentes dos integrantes das comissões organizadoras e julgadoras.

4º - Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do 3º Festival Unimed da Canção Nativa.

Da Comissão Julgadora
A comissão julgadora que realizará a triagem das 15 músicas e também fará a escolha e premiação das vencedoras ao final do evento e das classificadas para compor o CD/DVD, será composta por: Cléber Brenner, Humberto Gabbi Zanatta, Júlio Saldanha, Lourival Araújo Gonçalves e Marcelo Domingues Dávila.

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

domingo, 1 de julho de 2018

Foram conhecidas neste domingo (1º), as obras que estarão no palgo da 32ª Moenda da Canção e 8ª Moenda Instrumental, que acontece de 10 a 12 de agosto na cidade de Santo Antônio da Patrulha-RS.

A triagem das obras inscritas aconteceu nos dias 28,29 e 30 de junho na Câmara de Vereadores da cidade e teve acesso livre ao público.

CLASSIFICADAS 32ª MOENDA DA CANÇÃO

01 - A Ciranda E O Mar
Letra: Iara Germer
Música: Natalia Livramento (Florianópolis – SC)

02 - A Mais Bela Arte
Letra: Leo Jaime da Silva (Pelotas – RS)
Música: Tuny Brum (Santa Maria – RS)

03 - A Vida Num Fim De Tarde
Letra: Túlio Souza (Uruguaiana – RS)
Música: Tuny Brum (Santa Maria – RS)

04 - Abandonada
Letra: Paola Dias Kirst (Rio Grande – RS)
Música: Neuro Pereira da Silva Júnior (Porto Alegre – RS)

05 - Adeus Ciclano
Letra: Evair Suarez Gomez e Juliano Gomes (Santana do Livramento – RS)
Música: Gujo Teixeira (Lavras do Sul – RS)

06 - Alma Sachera
Letra: Jorge Duarte Webber
Música: Miguel Dario Diaz

07 - Brasil Dos Invisíveis
Letra: Matim César Gonçalves (Jaguarão – RS)
Música: Zebeto Corrêa (Belo Horizonte - MG)

08 - Caiçara
Letra: Vaine Darde (Capão Da Canoa – RS)
Música: Loreno Santos (Osório – RS)

09 - Canto De Abayomi
Letra: Paulo Fleck (Porto Alegre – RS)
Música: Andrigo Xavier (Pelotas – RS)

10 - Cartas
Letra: Vinícius Brum
Música: Luiz Carlos Borges (Porto Alegre – RS)

11 - Mordaças
Letra: Vaine Darde (Capão Da Canoa – RS)
Música: Adriano Sperandir (Osório – RS)

12 - Pescadô
Letra: Marcelo Bravo e Paulo Cezar Oliveira (Tramandaí – RS)
Música: Kako Xavier (Pelotas – RS)

13 - Pra Saber De Ti
Letra e Música: Maurício Barcellos (Brasília – DF)

14 - Reza Rezadeira
Letra: Gonzaga Blantez (Manaus – AM)
Música: Eduardo Santhana (Santana De Parnaiba – SP)

15 - Transbordar
Letra: Vê Domingos (Itajai – SC)
Música: Bruno Kohl (Porto Belo – SC)

16 - Uai Faz, Wifi!
Letra: Zebeto Corrêa (Belo Horizonte – MG)
Música: Tavinho Limma (Ilha Solteira – SP)


CLASSIFICADAS 8ª MOENDA INSTRUMENTAL

01 - Doce no Formigueiro
Elias Barboza da Silva (Porto Alegre – RS)

02 - Lançando a Isca
Elias Barboza da Silva (Porto Alegre – RS)

03 - Pampeano
Matheus Alves (Porto Alegre – RS)

04 - Pampiano
Cristian Sperandir (Osório – RS)

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

sábado, 30 de junho de 2018

Chegou ao fim na madrugada deste domingo (1º), o 7º Manancial Missioneiro da Canção. Foram dois dias de festival, onde 12 composições subiram ao palco do CTG Sinuelo das Missões, na cidade de Bossoroca.

A grande vencedora do festival foi a Chacarera, "De Rosas, Marias e Anitas". A música ainda levou o troféu de música mais popular.

O segundo lugar foi para a música "Quando o frio da alma esfria a gente". Já o terceiro lugar ficou com a obra "O interior que há em mim".

RESULTADO FINAL:

1º LUGAR

DE ROSAS, MARIAS E ANITAS – CHACARERA
LETRA E MÚSICA: KAUANNY KLEIN
INTÉRPRETE: 
KAUANNY KLEIN 

2º LUGAR
QUANDO O FRIO DA ALMA RESFRIA A GENTE – CANÇÃO
LETRA: JOÃO ANTUNES
MÚSICA: ANDRE CANTERLE
INTÉRPRETE: ANDRÉ CANTERLE

3º LUGAR
O INTERIOR QUE HÁ EM MIM - MILONGA
LETRA: LUIS ROSADO
MÚSICA: LEONARDO CHARRUA
INTÉRPRETE: LEONARDO CHARRUA

POETA DESTAQUE
KAUANNY KLEIN
DE ROSAS, MARIAS E ANITAS - CHACARERA

INTÉRPRETE 
DESTAQUE 
ANDRÉ CANTERLE
QUANDO O FRIO DA ALMA RESFRIA A GENTE – CANÇÃO

INSTRUMENTISTA 
DESTAQUE 
LETUSA MORAES - Gaita botoneira

na música DE ROSAS, MARIAS E ANITAS

MÚSICA MAIS POPULAR
DE ROSAS, MARIAS E ANITAS – CHACARERA
LETRA E MÚSICA: KAUANNY KLEIN


FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

3º CANTO GALPONEIRO 

18 A 20 DE OUTUBRO DE 2018
PASSO FUNDO - RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 20/09/2018


REGULAMENTO  INSCRIÇÃO

I – DEFINIÇÕES E OBJETIVOS 
Art. 1º - O 3º Canto Galponeiro é um festival extensivo a todo o Brasil, através da participação de poetas, músicos e intérpretes identificados com a cultura do Rio Grande do Sul, tendo como referências os aspectos históricos, culturais e folclóricos do nosso Estado, com os seguintes objetivos: 

I - Divulgar através da poesia, da música, da indumentária, da convivência fraterna, os verdadeiros valores da cultura gaúcha, que forjaram o perfil físico e psicológico do nosso povo, mantendo viva a terminologia, a vestimenta e os usos e costumes característicos do Rio Grande do Sul; 

II – Valorizar o homem e as lidas campesinas, fatos e personagens da nossa história, retratando a sua importância para a literatura e para a sustentação dos genuínos valores do folclore do nosso estado; 

III - Resgatar as peculiaridades musicais e poéticas do Rio Grande do Sul, na afirmação de suas crenças e na busca incessante de suas raízes; 

IV – Proporcionar a revelação de novos talentos e a divulgação de sua arte. 

V - Promover o turismo e projetar Passo Fundo no cenário artístico-cultural do Rio Grande do Sul e além-fronteiras. 

VI - Proporcionar o intercâmbio cultural e a integração entre artistas e a nossa comunidade.

II - DA ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL 
Art. 2º - A administração do Festival compete a Adão Cirinei da Cunha, presidente do festival, com a colaboração do Grupo Amigos do Galpão do Gran Palazzo e apoio da Prefeitura Municipal de Passo Fundo, através da Secretaria Municipal da Cultura.

III – LINHA MUSICAL 
Art. 3º - O 3º Canto Galponeiro da Música Gaúcha é a da música identificada com o ambiente galponeiro e campeiro, podendo ser de construção e elaboração de fácil assimilação e difusão popular, tendo como características principais músicas alegres e bailáveis , que enfoquem os variados temas rio-grandenses, desde às origens do continente até a sua projeção no futuro como: sociais, ecológicos, românticos, caracterizadas dentro de linhas de construção poético-musical que, apesar de poderem conter aspectos inovadores, não descaracterizem a temática melódica popular e tradicional do gaúcho e seu universo campeiro.

IV – DAS INSCRIÇÕES EPARTICIPAÇÃO 
Art. 4º - PoderãoparticiparcompositoreseintérpretesdetodooBrasil,desdequeas composições tratem da temática ligada ao nosso estado e representem os ritmos musicais característicos da música gaúcha tradicional, obedecendo às normas deste regulamento. 

Art. 5º - Somente serão aceitas composições na Língua Portuguesa, sendo admitida a utilização de expressões em espanhol e tupi-guarani, desde que constem no rodapé da letra a tradução ou significado da palavra ou expressão. 

Art. 6º - Poderão participar do Festival, composições inéditas, ou seja, que ainda não tenham sido gravadas oficialmente até o dia da realização do evento; 

Art. 7º - As composições deverão ser enviadas em CD, acompanhada de 02 (duas) cópias da letra, constando no CD e em todas as vias somente o nome da composição e o gênero musical(ritmo), além de uma cópia dacarteira de identidade e doCPF dos autores. Caso sejam mandadas mais de uma música em um CD, as mesmas deverão ser anotadas no CD, na ordem em que estiverem gravadas. 

Art. 8º - Em separado o concorrente deverá enviar a ficha de inscrição que integra este regulamento, totalmente preenchidaeassinada pelos autores da composição. 

Parágrafo Único - Toda e qualquer pessoa com idade superior a 16 anos poderá participar do festival, devendo, no entanto, enviar a ficha de inscrição assinada juntamente com seu pai, mãe ou pessoa responsável pelo concorrente menor de idade. 

Art. 9º- Serão aceitas também inscrições pelo contato@cantogalponeiro.com.br ou através do site www.cantogalponeiro.com.br: 

a) Enviar arquivo MP3 com o áudio da música inscrita; 

b) Enviar arquivo PDF com a letra da composição digitada em fonte Arial 14; 

c) Enviar arquivo PDF informando todos os dados solicitados na Ficha de Inscrição, com a assinatura dos autores digitalizada. 

Art. 10º - As inscrições iniciarão em 10 de Junho de 2018 e encerrar-se-ão no dia 20 de Setembro de 2018, sendo assim, as enviadas via correio também devem obedecer o dia 10 deSetembro de 2018 para data de postagem, bem como as presenciais, que deverão ser destinadas, ou entregues, no seguinte endereço: Travessa Wolmar Salton, nº 20, bairro Centro, CEP 99010-370, Passo Fundo, RS. 

Art. 11º – Ao realizar a inscrição, os compositores e intérpretes ou seus representantes legais, ficam cientes de que estão autorizando, gratuitamente, o Festival a dispor das imagens e áudios decorrentes da apresentação, em caso de premiação ou não, bem como autorizando de modo irrevogável e gratuito, a gravação da composição em CD e ou DVD do Festival; 

Art. 12º - O Canto Galponeiro – Festival de Música Gaúcha não indenizará ou remunerará qualquer pessoa, além da ajuda de custo por concorrente, como advertência de que as imagens e/ou áudio decorrentes dessa edição tornar-se-ão parte do acervo do Festival, podendo ser usados, conforme a deliberação dos organizadores, em qualquermomento. 

Art. 13º – As músicas eliminadas por infringirem as determinações deste regulamento perderão o direito de receber a ajuda de custo e possível premiação.

V – DA SELEÇÃO ECONCURSO 
Art. 14º- A Comissão de Triagem e Julgamento, constituída por 05 (cinco) integrantes, com comprovadacapacidade técnica e de expressão no cenário da música e da cultura gaúcha, selecionará entre as inscritas em tempo hábil 14 (catorze) composições para a Etapa Geral e 10 (dez) para a Etapa Municipal. 

DA ETAPA GERAL 
Art. 15º – A Etapa Geral do 3º Canto Galponeiro, na sua classificatória, será realizada na sexta, dia 19 de outubro de 2018, a partir das 20h30, com apresentação das 14 (dezoito) composições classificadas na pré-seleção. 

Art.16º-Apósaapresentaçãodas14concorrentes,aComissãoAvaliadoraclassificará as 10 (dez) músicas que retornarão ao palco no domingo, dia 20 de outubro de 2018, a partir das 20h30, na condição de finalistas do festival. 

DA ETAPA LOCAL 
Art. 17º - A Etapa Local do 3º CantoGalponeiro será realizada no dia 18 de outubro de 2018, quinta-feira, a partir das 20h30 , sendo que deverão subir ao palco as 10 (dez) músicas classificadas na pré-seleção. 

Art. 18º - A Etapa Local é exclusiva para autores e intérpretes nascidos e/ou radicados no município de Passo Fundo. Parágrafo único: Em caso de parceria, tanto os autores de letra, quanto os de melodia tem que ser nascidos e/ou radicados em Passo Fundo. 

Art. 19º - A Comissão Avaliadora destacará 04 (quatro) músicas da Etapa Local para retornarem ao palco no sábado, dia 20 de outubro de 2018, na condição de finalistas do festival e concorrem, em igualdade com as demais, à premiação geral do evento, bem como, estarão fazendo parte do CD e do DVD do 3º Canto Galponeiro, juntamente com as demais finalistas. 

§ 1º - Cada compositor, em seu nome ou parceria poderá classificar até duas obras na triagem e cada intérprete poderá defender até duas composições, enquanto que os grupos e instrumentistas poderão trabalhar em até três composições. Os compositores de Passo Fundo poderão inscrever obras em qualquer uma das Etapas, Local ou Geral, sendo que poderão ser classificadas somente duas obras no Festival como um todo. 

§ 2º - Cada composição deverá ser apresentada no palco pelo menos por três pessoas. 

§ 3º - A ordem de apresentação das composições pré-selecionadas será definida pela Comissão Organizadora, logo após a triagem, não sendo aceitas alterações posteriores; 

§ 4º - Os intérpretes e músicos que subirem ao palco do Festival deverão apresentar-se devidamente pilchados, não sendo permitido o uso de camisetas com propaganda ou alusão a qualquer outrotipo de manifestação que não esteja relacionada à cultura do Rio Grande do Sul. 

§5º - O tempo de execução de cada música será de, no máximo, cinco minutos, tanto para a triagem quanto para a apresentação no palco e gravação para o CD e/ou DVD.

VI – DA PASSAGEM DE SOM 
Art. 20º - Deverá ser feita obrigatoriamente, das 13h00min às 18h00min, do dia da apresentação das concorrentes e dos shows, conforme ordem e horário específico de cada música, pré-estabelecido e informado pela comissão organizadora logo após a divulgação das selecionadas para a participação do evento. O grupo que não se fizer presente nesse horário perderá o direito de equalizar o som e terá redução de 20% do valor da ajuda de custo ou do cachê, quando contratado para show. 

Parágrafo Único - A ORDEM DE APRESENTAÇÃO DAS MÚSICAS CONCORRENTES será previamente definida pela Comissão Organizadora, sendo vedada qualquer alteração. 

VII - DA AJUDA DE CUSTO, DIREITOS DE ARENA E PREMIAÇÃO 
Art. 21º - Cada concorrente da Etapa Local receberá R$ 1.000,00 (hum mil reais), a título de ajuda de custo e direitos de arena. Os participantes da Etapa Geral classificados na pré-seleção receberão por música classificada R$ 2.000,00 (dois mil reais) a título de ajuda de custo e direitos de arena; 

§1º Haverá um acréscimo de R$500,00 (quinhentos reais) para as composições da Etapa Local e R$ 1.000,00 (hum mil reais) paras as composições da Etapa Geral classificadas para a final, a título de ajuda de custo e direitos de arena; 

§ 2º - O Festival oferecerá alimentação aos concorrentes credenciados, e, não oferecerá hospedagem aos concorrentes credenciados. 

Art.22º - Aos vencedores do 3º Canto Galponeiro caberá aseguinte premiação: 

1° lugar: R$ 6.000,00 (seis mil reais) e o Troféu. 

2°lugar:R$5.000,00 (cinco mil reais) e oTroféu. 

3° lugar: R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e o Troféu. 

Música Mais Popular: R$700,00 (setecentos reais) e o Troféu. 

Melhor intérprete: R$500,00 (quinhentos reais) e o Troféu. 

Melhor gaiteiro: R$ 500,00 (quinhentos reais) e o Troféu.

Melhor letra:R$500,00 (quinhentos reais) e o Troféu.

Melhor Instrumentista: R$ 500,00 (quinhentos reais) e o Troféu. 

Melhor Tema Sobre Passo Fundo: R$ 500.00 (quinhentos reais) e o Troféu. 

§ 1º - Ficará a cargo do público presente, em manifestação espontânea e analisada pela comissão julgadora, a escolha da música mais popular, entre as 14 apresentadas na final.

DISPOSIÇÕES GERAIS 
- Somente será permitido o ingresso nos bastidores do Festival as pessoas envolvidas na apresentação das músicas concorrentes; e, caberá a um Diretor de Palco a organização e dinâmica do andamento do evento. 

- Representantes de veículos de comunicação, devidamente credenciados, terão livre acesso as dependências do Festival. 

- Serão credenciados somente os autores, músicos e intérpretes participantes, ficando o Festival desobrigado a credenciar acompanhantes. 

- A Comissão Organizadora reserva-se o direito de, em qualquer momento, excluir do evento o concorrente ou grupo cujos participantes infringirem as normas deste regulamento; 

- Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos soberanamente pela Comissão Organizadora. 

COMISSÃO ORGANIZADORA 
Adão Cirinei da Cunha (Presidente) - (54)99981-1362 
Daniel Busch (Vice-Presidente) – (54) 99998-6578

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE.