sábado, 8 de dezembro de 2018

17° ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA
01 E 02 DE MARÇO DE 2019
CAMPO BOM-RS
INSCRIÇÕES ATÉ: 18/01/2019

5º ACAMPAMENTINHO DA CANÇÃO NATIVA
28 DE FEVEREIRO DE 2019
INSCRIÇÕES ATÉ: 18/01/2019

REGULAMENTO 17º ACAMPAMENTO  -  LINK PARA INSCRIÇÕES
FASES REGIONAL E GERAL

I - DOS OBJETIVOS 

Art. 1º. O 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA é uma promoção do MUNICÍPIO DE CAMPO BOM, e será realizado em Campo Bom/RS, nos dias 01 e 02 de marco de 2019, com os seguintes objetivos: 

I - Incentivar a criatividade artístico-cultural, tendo como universo a música gaúcha, em sua linguagem, ritmos e motivações; 

II - Preservar as raízes culturais; 

III - Oportunizar a revelação de novos talentos e a difusão das respectivas realizações artístico-culturais; 

IV - Proporcionar o intercâmbio da cultura nativista local, e incentivar sua melhor e maior integração nacional; 

V - Sensibilizar as lideranças da comunidade para a importância cultural do evento; 

VI - Premiar e divulgar as composições que reúnam maior identificação com os objetivos propostos; 

VII - Incrementar o turismo no MUNICÍPIO DE CAMPO BOM. 

II - DA COORDENAÇÃO E ORGANIZAÇÃO 
Art. 2º. A Coordenação, execução e avaliação do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA ficará a cargo de uma Comissão Executiva indicada pelo MUNICÍPIO DE CAMPO BOM 

Art. 3º. Compete à Comissão Executiva indicar a Comissão Julgadora, formada por pessoas de reconhecida capacidade no cenário cultural e artístico do Rio Grande do Sul, comissão esta que selecionará as composições que participarão da FASE REGIONAL E DA FASE GERAL do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA, fará o sorteio da ordem de sua apresentação, e, o julgamento final, apontando as 24 (vinte de quatro) melhores composições, 12 (doze) da FASE REGIONAL e 12 (doze) da FASE GERAL, bem como aquelas que serão premiadas. 

III - DA PARTICIPAÇÃO E DA APRESENTAÇÃO 
Art.4º. Poderão participar da FASE GERAL do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA, compositores de qualquer parte do Brasil, isoladamente ou em parceria com outros. 

Na FASE REGIONAL os compositores, interpretes e músicos obrigatoriamente terão que RESIDIREM (comprovando residência) em um dos seguintes municípios: Campo Bom, Novo Hamburgo, Dois Irmãos, Estância Velha, Sapiranga, São Leopoldo, Sapucaia, Esteio, Canoas, Nova Hartz, Ivoti, Parobé, Igrejinha, Araricá, Lindolfo Collor e Cachoeirinha. 

Art.5º. Cada compositor, ou parceria de compositores, poderá inscrever, no máximo, 5 (cinco) composições distintas, desde que sejam inéditas (letra e música), não tenham sido divulgadas em locais públicos, nem tenham sido gravadas em Cds, DVDs ou divulgadas em veículos de massa como internet, rádio, televisão. 

Parágrafo único. Após a inscrição, e até o encerramento do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA, as composições não poderão ser divulgadas, sob pena de desclassificação. 

Art.6º - Cada composição deverá ser inscrita individualmente conforme formulário no site como participante da FASE REGIONAL ou da FASE GERAL: www.festivaiscampobom.com.br a música com arquivo em formato mp3 (preferencialmente) e a letra com arquivo formato Word (preferencialmente). 

§ 1o. A Comissão de Seleção e Julgamento levará em conta no julgamento, a qualidade técnica da gravação. 

Art. 7º. Somente serão permitidos na apresentação da composição inscrita e selecionada, instrumentos inerentes a cultura do Rio Grande do Sul, e desde que a respectiva introdução no palco seja de inteira responsabilidade do compositor ou parceria concorrente. 

Art. 8º. O MUNICÍPIO DE CAMPO BOM disponibilizará a sonorização e a iluminação do evento, e uma bateria à disposição dos concorrentes. Art. 9o. O período das inscrições ocorrerá de 26 de novembro de 2018 até o dia 18 de janeiro de 2019, pelo site: www.festivaiscampobom.com.br 

IV - DA SELEÇÃO E DO CONCURSO FASE REGIONAL E FASE GERAL 
Art. 10º. Cada compositor poderá classificar apenas 1 (uma) composição, e serão selecionadas para apresentação pública 12 (doze) composições na FASE GERAL e 12 (doze) composições na FASE REGIONAL; 

Art.11º. As composições selecionadas para a FASE REGIONAL serão apresentadas em uma sessão final no dia 01 de marco, as vencedoras da FASE REGIONAL concorrerão na FASE GERAL. 

A FASE GERAL terá uma sessão final no dia 02 de março de 2019. 

Art. 12º. Após a seleção das 12 (doze) composições concorrentes na FASE GERAL e das 12 (doze) na FASE REGIONAL, será realizado o sorteio da ordem de apresentação de cada uma delas, sendo então os respectivos compositores, devidamente notificados, via e-mail e/ou telefone. 

As vencedora da FASE REGIONAL concorrerão na FASE GERAL. 

Art. 13. As composições selecionadas poderão ser apresentadas pelos respectivos autores, ou por terceiros, mas os músicos e intérpretes, deverão apresentar-se em palco, trajando indumentária típica gauchesca. 

§ 1º. O intérprete poderá defender somente uma composição, os respectivos acompanhantes (instrumentistas ou vocais), não poderão defender mais do que (2) duas composições selecionadas indiferente se participam na FASE REGIONAL ou FASE FINAL. 

§ 2º. A escolha de intérpretes, acompanhamentos e arranjos são encargo e responsabilidade exclusiva do compositor concorrente. 

§ 3º. O número de componentes dos grupos que apresentarem as composições selecionadas, deverá ser de, no mínimo, 5 (cinco) integrantes, e, no máximo, 10 (dez) integrantes. 

§ 4º. Os concorrentes da FASE REGIONAL deverão passar o som das respectivas apresentações, no dia 01 de março de 2019, das 13:00 horas até 19:00 horas, no próprio local do evento em ordem a ser sorteada pela Comissão Executiva. 

§ 5º. Os concorrentes da FASE GERAL deverão passar o som das respectivas apresentações, no dia 02 de marco de 2019, das 13:00 horas até 19:00 horas, no próprio local do evento em ordem a ser sorteada pela Comissão Executiva. 

Art. 14º. Pela Comissão de Seleção e Julgamento, serão atribuídas notas de 1 (um) a 10 (dez) às composições apresentadas. 

V - DA PREMIAÇÃO 
Art. 15. Os prêmios instituídos pelo 17º ACAMPAMENTODA CANÇÃO NATIVA FASE REGIONAL são os seguintes:
I - Para cada composição selecionada, prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais) pagos após a apresentação no Palco do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA e entrega da Ficha de Autorização devidamente assinada com reconhecimento de firma. 

II - Para as 2 (duas) melhores composições, prêmio pecuniário de R$ 3.000,00 (três mil Reais), mais o Troféu ACAMPAMENTO; 

Art. 16. Os prêmios instituídos pelo 17º ACAMPAMENTODA CANÇÃO NATIVA FASE GERAL são os seguintes: 

I - Para cada composição selecionada, prêmio pecuniário de R$ 3.000,00 (três mil Reais) pagos após a apresentação no Palco do 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA. 

Para aqueles que cumprirem com o horário pré-agendado, pela Comissão Executiva, para a passagem de som será pago mais um valor de R$ 1.000,00 (um mil Reais) após a passagem de som e entrega da Ficha de Autorização devidamente assinada com reconhecimento de firma.

II - Para a melhor composição, prêmio pecuniário de R$ 4.000,00 (quatro mil Reais), mais o Troféu “O IMIGRANTE”;

III - Para a segunda melhor composição, prêmio pecuniário de R$ 3.000,00 (três mil Reais), mais Troféu “O CARRETEIRO”; 

IV - Para a terceira melhor composição, prêmio pecuniário de R$2.000,00 (dois mil Reais), mais Troféu “O OLEIRO”; 

V - Para a composição mais popular, prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), Troféu “O SAPATEIRO”; 

VI - Para o melhor “arranjo”, prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), e o Troféu ACAMPAMENTO; 

VII -Para o "melhor intérprete", prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), e o Troféu ACAMPAMENTO; 

VIII -Para a "melhor melodia", prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), e o Troféu ACAMPAMENTO 

IX - Para o "melhor instrumentista", prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), e o Troféu ACAMPAMENTO. 

X - Para a "melhor Letra", prêmio pecuniário de R$ 1.000,00 (um mil Reais), e o Troféu ACAMPAMENTO. 

Parágrafo único. A obtenção de um prêmio em determinada categoria, não impede o concomitante recebimento de outro, em categoria diversa. 

VI - DISPOSIÇÕES GERAIS 
Art. 17. Não será fornecida hospedagem e alimentação aos concorrentes. 

Art. 18. Durante o 17º ACAMPAMENTO DA CANÇÃO NATIVA, é vedada a comercialização de quaisquer produtos, ressalvada expressa e escrita autorização da Secretária Municipal de Indústria, Comércio e Turismo. 

Art. 19. Os casos omissos, e eventuais dúvidas que surjam, serão dirimidas, conjuntamente, pela Comissão Executiva e Comissão Julgadora.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

FESTIVAL PRIMAVERA DO CANTO XUCRO

CANCELADO!!
TAPEJARA-RS


REGULAMENTO  -  FICHA DE INSCRIÇÃO
Art. 1º - O Festival Primavera do Canto Xucro será um concurso de músicas inéditas, de cunho regionalista, produzido e executado pela A3 Sul Produtora.

Art. 2º -
O evento será realizado nos dias 21 e 22 de Dezembro de 2018, Praça Silvio Uhguini na cidade de Tapejara-RS.

OBJETIVOS:
Art. 3º -
São objetivos do Festival Primavera do Canto Xucro:

- Fomentar e incentivar a criatividade de compositores e intérpretes com letras e melodias identificadas à temática regional gaúcha.

- Criar espaço para integração de artistas e pessoas ligadas à cultura musical sul rio-grandense.

- Desenvolver na população em geral, o apreço pelas manifestações culturais sul-rio-grandenses.

ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL:
Art. 4º -
Será constituída uma Comissão Organizadora para realizar o evento.

Art. 5º - Compete à Comissão Organizadora do Festival Primavera do Canto Xucro:

Receber as inscrições para o festival; Contratar artistas de renome e popularidade para os espetáculos previstos;

INSCRIÇÃO E PARTICIPAÇÃO:
Art. 6º -
Poderão participar do Festival Primavera do Canto Xucro, compositores, músicos e intérpretes de qualquer parte do Brasil e de países vizinhos, desde que respeitada à proposta do evento, qual seja, de acolher temas identificados com o folclore, tradição, usos e costumes do Rio Grande do Sul.

Parágrafo primeiro: Na ficha de inscrição, os autores concordam caso selecionado na triagem, em ceder o direito de gravação e divulgação de suas composições ao Festival Primavera do Canto Xucro, exceto os direitos autorais.

Art. 7º - É vedada a participação de familiares ou músicos envolvidos diretamente com os integrantes das comissões Organizadora e Avaliadora, bem como dos patrocinadores do evento.

Art. 8º - As inscrições ao Festival Primavera do Canto Xucro deverão ser enviadas até a data limite de 08 de dezembro de 2018, exclusivamente pela internet, para o email: primaveradocanto@gmail.com

Art. 9º - As obras inscritas devem ser enviadas em e-mails separados, contendo em cada remessa, os seguintes itens:

a) Arquivo de áudio da música inscrita, exclusivamente em formato MP3.

b) Letra da composição, digitada em arquivo Word, fonte Arial 14 sem qualquer identificação dos autores.

c) Ficha de inscrição devidamente preenchida com todos os dados solicitados.

d) Todos os arquivos exigidos para inscrição (áudio, letra e ficha de inscrição) devem ser nomeados com o mesmo título.

Não será cobrada taxa de inscrição

Art. 10º - Os compositores poderão encaminhar número máximo de 04 inscrições, sejam elas únicas ou em parceria, mas poderão ser classificadas, no máximo duas (02) por autor, individualmente ou em parceria.

Art. 11º - As composições deverão ser inéditas, tanto na letra, quanto na melodia, entendendo-se como tal os trabalhos que não tenham sido gravadas em LP, CD, K-7, vídeo, comercial, filme ou similares, nem divulgadas em sites, blogs ou redes sociais. 


Parágrafo primeiro: Eventuais denúncias à cerca do não ineditismo de alguma obra concorrente ou referente a algum participante que não se enquadre neste regulamento, deverão ser encaminhadas por escrito, mediante a apresentação de provas concretas, até o final da apresentação da última música concorrente na primeira noite do festival.

Parágrafo segundo: As composições inscritas poderão ter participado de outros festivais, desde que não tenham sido finalistas ou que não integrem o CD do evento.

Art. 12º – As letras das músicas inscritas no Festival Primavera do Canto Xucro deverão ser versadas obrigatoriamente na língua portuguesa, podendo conter citações em línguas correntes dos países do Mercosul.

Art. 13º - Após a inscrição de sua obra, o autor fica condicionado a não divulgação pública da mesma até a data do evento, sob pena de desclassificação.

Art. 14º - No ato da inscrição deverá ser informado um único responsável legal e financeiro sobre a obra, ficando a cargo deste, questões diversas e recebimento dos valores.

TRIAGEM:
Art. 15º
- Será constituída uma Comissão Avaliadora, formada por três (03) integrantes dotados de idoneidade, capacidade técnica e que sejam reconhecidos e respeitados no cenário poético musical do Rio Grande do Sul.

Art. 16º - Encerrado o período para inscrições, a Comissão Avaliadora do Festival Primavera do Canto Xucro classificará 14 (quatorze) composições para concorrerem na etapa classificatória do festival;

Parágrafo primeiro: A relação das composições classificadas, data e ordem de apresentação no Festival Primavera do Canto Xucro, serão comunicados de forma individual aos seus autores, bem como nas redes sociais.

Art. 17º - Após o comunicado oficial do resultado da triagem, os responsáveis por cada uma das músicas classificadas terão o prazo de para envio de ficha técnica completa, na qual deverão constar os dados completos dos autores de letra e melodia, bem como os nomes dos músicos e do intérprete que defenderão a canção no palco do festival.

COMPETIÇÃO E APRESENTAÇÃO:
Art. 18º
- As 14 músicas concorrentes deverão se apresentar no dia 21 de dezembro de 2018, a partir das 20 hs , em ordem de apresentação a ser definida e comunicado previamente.

Art. 19º - A Comissão Avaliadora classificará 10 (dez) músicas que retornarão ao palco na condição de finalistas da Primavera do Canto Xucro, no dia 22 de dezembro de 2018 .

Art. 20º – A passagem de som das músicas concorrentes será realizada entre às 13h e 17h do primeiro dia de festival, em horário previamente comunicado pela organização.

Art. 21º - O tempo de execução da composição não deverá exceder a 05 (cinco) minutos.

Art. 22º - Serão permitidos, além de instrumentos musicais típicos do Rio Grande do Sul, todo e qualquer instrumento que o arranjador julgar necessário para melhor qualificação, desempenho e enriquecimento da obra classificada, sendo que o(s) autor(es) se responsabiliza(m) por sua introdução no palco.

Parágrafo Único: A Produção não colocará qualquer instrumento musical no palco, exceto uma bateria, sonorização e iluminação profissional com equipe técnica.

Art. 23º – Os intérpretes e os músicos participantes deverão apresentar-se trajando a indumentária típica do Rio Grande do Sul.

Art. 24º - Os conjuntos deverão ter no mínimo 03 (três) integrantes e o intérprete defenderá somente uma (01) música concorrente e o instrumentista poderá atuar em duas 02 (duas) músicas concorrentes.

Art. 25º - Os músicos deverão estar nos bastidores do evento em até 30 minutos anteriores ao horário marcado para as suas apresentações, assim evitando que não se apresentem ou prejudiquem a dinâmica do evento.

Art. 26º - Os intérpretes, músicos e os autores classificados reservam os direitos audiovisuais de sua obra ao Festival Primavera do Canto Xucro seja para divulgação, bem como para gravação.

CACHÊS E PREMIAÇÕES:
Art. 27º –
Cada uma das 14 músicas classificadas receberá "cachê por classificação" no valor de R$ 1.424,00 (Hum mil quatrocentos e vinte e quatro reais) já descontado INSS de 11%.

Parágrafo Único: Sobre os valores incidirão os impostos previstos em lei.

Art. 28º - Os autores das 10 músicas finalistas receberão ainda, a título de bonificação, o cachê de participação complementar, no valor de R$ 249,00 já descontado INSS de 11%.

Parágrafo Único: Sobre os valores incidirão os impostos previstos em lei.

Art. 29º – A Comissão Organizadora se compromete a efetuar os pagamentos em CHEQUE, da bonificação ( músicas classificadas par final) da premiações (após a divulgação do resultado).

Art. 30º - Os premiados do Festival Primavera do Canto Xucro receberão:

Primeiro Lugar: R$ 1.700,00 ( hum mil e setecentos reais) + Troféu

Segundo Lugar: R$ 1.300,00 ( hum e trezentos mil reais) + Troféu

Terceiro Lugar: R$ 900,00 ( novecentos reais) + Troféu

Melhor Intérprete: R$ 600,00 ( seiscentos reais) + Troféu

Melhor Instrumentista: R$ 600,00 (seiscentos reais) + Troféu

Melhor Letra: R$ 600,00 (seiscentos reais) + Troféu

Melhor Melodia: R$ 600,00 (seiscentos reais) + Troféu

DISPOSIÇÕES GERAIS:
Art. 31º –
Os casos omissos no presente regulamento, bem como eventuais dúvidas surgidas durante a realização do evento, serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Art. 32º – As deliberações da Comissão Avaliadora serão soberanas, não cabendo nenhuma contestação.

Informações:
Rita Ferreira
Telefone: (55) 99672-4816

domingo, 25 de novembro de 2018

 A milonga “Simplesmente”, com letra de Evair Gomez e música de Juliano Gomes, interpretada por Marcelo Oliveira, foi a vencedora do 33º Ponche Verde da Canção Gaúcha de Dom Pedrito-RS. A composição ainda levou os prêmios de Melhor Letra, Melhor Melodia, Melhor Intérprete e Melhor Instrumentista.

Já a grande vencedora da 17ª Mostra do Canto Campeiro foi a música “A lua em casco crescente”, letra de Matheus Costa, música de Milton Fontoura e Alexson Massagão e interpretação de Juliano Santos. 

VENCEDORAS DO 33º PONCHE VERDE:
1º LUGAR
SIMPLESMENTE
Letra: Evair Gomez
Música: Juliano Gomes
Intérprete: Marcelo Oliveira

2º LUGAR
GALPÃO
Letra: Tiago Souza
Música: Mauro Silva
Intérprete: Jari Terres

3º LUGAR
PELEGUITO
Letra: Rafael Ferreira
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

MELHOR LETRA
SIMPLESMENTE
Letra: Evair Gomez

MELHOR MELODIA
SIMPLESMENTE
Música: Juliano Gomes

MELHOR INSTRUMENTISTA
RODRIGO MAIA
na música “Simplesmente”

MELHOR INTÉRPRETE
MARCELO OLIVEIRA
na música “Simplesmente”

MÚSICA MAIS POPULAR
ESCUDO PAMPA
Letra: Rafael Machado
Música: Kiko Goulart
Intérprete: Quarteto Coração de Potro

MELHOR TEMA CAMPEIRO
PELEGUITO
Letra: Rafael Ferreira
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira
2º LUGAR l GALPÃO - Letra: Tiago Souza l Música: Mauro Silva 

3º LUGAR l PELEGUITO - Letra: Rafael Ferreira l Música: André Teixeira
VENCEDORAS DA 17ª MOSTRA DO CANTO CAMPEIRO
1º LUGAR
A LUA EM CASCO CRESCENTE
Letra: Matheus Costa
Música: Milton Fontoura e Alexson Massagão
Intérprete: Juliano Santos

2º LUGAR
MILONGA DO PÓ DA LINHA
Letra: Sérgio Roberto Vieira
Música: Cícero Fontoura
Intérprete: Juliano Santos / Cícero Fontoura

3º LUGAR
CALHANDRA UM PÁSSARO CANTOR
Letra: Florêncio Gledis Pereira da Mota
Música: Fábio Cardona da Mota
Intérprete: Flávia Cavalli

MELHOR LETRA
A LUA EM CASCO CRESCENTE
Letra: Matheus Costa

MELHOR MELODIA
A LUA EM CASCO CRESCENTE
Música: Milton Fontoura e Alexson Massagão

MELHOR INSTRUMENTISTA
JOÃO DA COSTA
gaita na música “Da casa grande pra o galpão”

MELHOR INTÉRPRETE
JULIANO SANTOS
na música “A lua em casco crescente”

MÚSICA MAIS POPULAR
DA CASA GRANDE PRA O GALPÃO​
Letra: Rafael Xavier e Rafael Minuzzi
Música: Rafael Garcia
Intérprete: João Guilherme Soncini

MELHOR TEMA CAMPEIRO
"PRÁ" QUEM VIVE NOS ARREIOS
Letra: Julio Cesar Garcez
Música: Vítor Silva
Intérprete: Junior Rodrigues

1º LUGAR l A LUA EM CASCO CRESCENTE - Letra: Matheus Costa l Música: Milton Fontoura e Alexson Massagão 
2º LUGAR l MILONGA DO PÓ DA LINHA - Letra: Sérgio Roberto Vieira l Música: Cícero Fontoura 
3º LUGAR l CALHANDRA UM PÁSSARO CANTOR - Letra: Florêncio Gledis Pereira da Mota l Música: Fábio Cardona da Mota
FOTOS: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE DOM PEDRITO
Na madrugada deste domingo (25), foram conhecidas as vencedoras do 15º Canto da Lagoa da cidade de Encantado-RS. A composição "Luzia", de Paulo Ricardo da Costa, Roninson Borba e Igor Tadielo, defendida por Igor Tadielo, foi a grande vencedora do festival.

O juri do 15º Canto da Lagoa foi formado por Shana Muller, Samuca do Acordeon, Fernando Graciola, Carlos Omar Villela Gomes e Juarez Fonseca.

RESULTADO FINAL DO 15º CANTO DA LAGOA:

1º LUGAR
LUZIA
Letra: Paulo Ricardo da Costa
Música: Roninson Borba e Igor Tadielo
Intérprete: Igor Tadielo

2º LUGAR
PALAVRAS
Letra: Marcelo Dávila
Música: Zebeto Correa
Intérprete: 
Raphael Madruga

3º LUGAR
RANCHO DE CABOCLO
Letra: Adair João Palombo
Música: Francisco Fernandes dos Santos
Intérprete: Francisco Fernandes dos Santos / Adair João Palombo

MELHOR ARRANJO
LUZIA
Letra: Paulo Ricardo da Costa
Música: Roninson Borba e Igor Tadielo
Intérprete: Igor Tadielo

MELHOR MELODIA

RANCHINHO
Letra: Gilberto Lamaison
Música: Gabriel Lucas dos Santos
Intérprete: Joselito Souza (Zelito)

MELHOR LETRA
LUZIA
Letra: Paulo Ricardo da Costa

MELHOR INTÉRPRETE
IGOR TADIELO
na música “Luzia”

MELHOR INSTRUMENTISTA
RONINSON BORBA
Acordeon na música “Luzia”

MÚSICA TEMA RIO TAQUARI
RECUERDOS DO TAQUARI
Letra e Música: Luciano Lucca
Intérprete: Luciano Lucca


FASE REGIONAL
MELHOR MELODIA
TERRA DE ENCANTOS
Letra e Música: Gustavo Mattje

MELHOR LETRA
GUARDA DE FRONTEIRA
Letra: Alemão Villiaria
Música: Daniel Augusto Orlandini

MELHOR ARRANJO
GUARDA DE FRONTEIRA
Letra: Alemão Villiaria
Música: Daniel Augusto Orlandini

MELHOR INSTRUMENTISTA

ANDRÉ ELY
violão de sete cordas, na composição “Encantado”

MELHOR INTÉRPRETE
RANIERI MORIGGI
na composição “Em ti lavei meu coração”


FOTO: DIVULGAÇÃO / CANTO DA LAGOA
A canção Brasilidade, interpretada por Adrieli Sperandir, representando a cooperativa Sicredi Zona Sul, de Pelotas, foi a grande vencedora da décima-primeira edição do Festival O Rio Grande Canta o Cooperativismo, realizado pelo Sistema Ocergs-Sescoop/RS na noite deste sábado (24/11), no Ginásio de Esportes 3 de abril, em Pedro Osório.

Cerca de 1500 pessoas prestigiaram as apresentações das dez obras musicais finalistas. Com o tema “Cooperativismo é inovação”, a final deste ano contou com representantes de diversas regiões e cidades do Estado.

O público presente escolheu a “Música Mais Popular do Festival” que recebeu o prêmio de R$ 2.000,00. A escolhida foi a música Livres, de autoria de Carlos Roberto Hahn e Jean Kirchoff, interpretada por Kako Xavier e a Tamborada.

Após as apresentações das dez obras finalistas do Festival, o público cantou junto com Kleiton e Kledir.

Confira abaixo as músicas vencedoras:


1º lugar
Brasilidade - Samba
Letra: Alex Moreira
Música: Adriano Sperandir

Intérprete: Adrieli Sperandir
Representando a Cooperativa Sicredi Zona Sul

2º lugar
Tratado cooperativo - Canção
Letra: Maninho Pinheiro e Gisele Guimarães
Música: Maninho Pinheiro
Intérprete: Pirisca Grecco
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro


3º lugar
Renovado - Samba-choro
Letra: Rômulo Chaves
Música: Cássio Figueiró

Intérprete: Lú Schiavo
Representando a Cooperativa Sicredi Grande Palmeira

4º lugar
Livres - Jongo
Letra: Carlos Roberto Hahn
Música: Jean Kirchoff
Intérprete: Kako Xavier e Tamborada
Representando a Cooperativa Sicredi Nordeste

5º lugar
Frutos da Verdade - Vidala
Letra: Juca Moraes
Música: João Bosco Ayala Rodriguez

Intérprete: Lincon Ramos da Silva, Jacson Jaques e Fernanda Lopes
Representando a Cooperativa Sicredi Centro Leste

6º lugar
O campo é plural - Milonga
Letra: Vaine Darde
Música: João Bosco Ayala Rodriguez

Intérprete: Vinícius Brum
Representando a Cooperativa Sicredi Centro Leste

7º lugar
Frente às lareiras do mundo - Balada
Letra: Bianca Bergmam
Música: Tuny Brum
Intérprete: Tiane Tambara
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro

8º lugar

A aurora da cooperação - Xote
Letra: Adão Quevedo
Música: Danilo Kuhn
Intérprete: Alex Moreira
Representando a Cooperativa Sicredi Zona Sul

9º lugar

Vem cooperar - Aire de chacareira
Letra: Piero Ereno
Música: Matheus Alves
Intérprete: Márcia Freitas
Representando a Cooperativa Sicredi Vale do Jaguari

10º lugar
Na força do braço - Chamamé
Letra: Maurício de Oliveira e Henrique Campelo
Música: Leonardo de Pinho
Intérprete: Alexandre Taveira
Representando a Cooperativa Sicredi Fronteira Sul

Música Mais Popular do Festival

Livres - Jongo
Letra: Carlos Roberto Hahn
Música: Jean Kirchoff
Intérprete: Kako Xavier e Tamborada

FOTO: DIVULGAÇÃO / SESPOOPRS
Com dezoito competidores divididos nas categorias Mirim e Juvenil, a 3ª edição da Lamparina da Canção Gaúcha reuniu jovens intérpretes de todas as regiões do Estado. Foram oito canções em cada categoria, apresentadas na tarde deste sábado (24).

À noite, foram anunciados os vencedores da competição, onde os três primeiros de cada categoria subiram ao palco do CTG Clube Farroupilha para o show de abertura à grande final do 7º Festival Nativista Canto de Luz.

Foram jurados nesta terceira edição:
- a cantora Emanuelle Soares
- o cantor e musicista Emerson Leão
- a professora pós-graduada em Educação Musical, Ruth Patz Hein
- o acordeonista de Gaita de Botão, Sandro Pinós
- a cantora integrante do Grupo Vocal Querência, Vânia Elise Diel

E os vencedores, por categoria:

CATEGORIA MIRIM
1º Lugar (Troféu Trabuco de Taquara)
Nome da música: Potro sem dono
Intérprete: Henry Guilherme da Silva Ramos
Cidade: Entre-Ijuís (RS)

2º Lugar (Troféu Bruxinha de Pano)
Nome da música: Não podemo se entregar pros home
Intérprete: Murilo Vargas
Cidade: Santo Ângelo (RS)


3º Lugar (Troféu Bodoque)
Nome da música: A Delicada
Intérprete: Giovana Vieira de Lima
Cidade: São Gabriel (RS)

Intérprete Destaque 
(Troféu Bolita)
Nome da música: Canção do Amigo
Intérprete: Alicia Noronha Grenzel
CIdade: Ijuí (RS)


CATEGORIA JUVENIL
1º Lugar (Troféu Cavalinho de Pau)
Nome da música: Trinca de Reis
Intérprete: Luiza Bento Casanova
Cidade: Sapucaia do Sul (RS)

2º Lugar (Troféu Pandorga)
Nome da música: Ressurreição
Intérprete: Kathellyn Beatriz Garcia
Cidade: Gravataí (RS)

3º Lugar (Troféu Cinco-Marias)
Nome da música: O perfume do teu poncho
Intérprete: Julia Fenner
Cidade: Novo Hamburgo (RS)

Intérprete Destaque (Troféu Carro de Lomba)
Nome da música: Ana sem terra
Intérprete: Kassia Maria Macedo Costa
Cidade: Gravataí (RS)

FONTE E FOTO: CANTO DE LUZ
Na noite deste sábado (24), subiram ao palco do CTG Clube Farroupilha as finalistas ao 7º Festival Nativista Canto de Luz! Após duas noites classificatórias pela Fase Local e Fase Geral, foram selecionadas 16 composições para concorrer à grande final desta sétima edição.

OS VENCEDORES  DO 7º CANTO DE LUZ:

1º Lugar 
A LUZ, O TEMPO E A VIDA.... (TOADA)
Letra: Rômulo Chaves
Música: Emerson Martins / Miguel MArques
Intérpretes: Francisco Oliveira / Raineri Spohr / Miguel Marques

2º Lugar 

RINCÃO DE ALMA E SAUDADE (MILONGA)
Letra: Henrique Fernandes
Música: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno

3º Lugar 
EL "GAUCHO" (CHACARERA)
Letra: Edson Casagrande
Música: 
Raúl Quiroga
Intérpretes: Raúl Quiroga / Americanto


Melhor Interpretação
Nicole Carrion
Com a música Cristalina

Melhor Letra
QUANDO O ESPELHO PERDE O AÇO (MAZURCA)
LETRA: Adão Quevedo
Música: Danilo Kuhn

Intérprete: Maurício Barcelos

Melhor Melodia 
CRISTALINA (MILONGA CANÇÃO)
Letra: Luiz Lima
Música: Volmir Coelho

Música Mais Popular
BENZEDOR DE TORMENTAS (MILONGA)
Letra: Maxsoel Bastos de Freitas
Música: Jaime Ribeiro
Intérprete: Ricardo Turbino

Melhor Indumentária
Raúl Quiroga
na música El "Gaucho"

Melhor Instrumentista 
Cássio Figueiró - Acordeon
na música Ausências

Melhor Arranjo Instrumental

RINCÃO DE ALMA E SAUDADE (MILONGA)
Letra: Henrique Fernandes
Música: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno

Melhor Arranjo Vocal

EL "GAUCHO" (CHACARERA)
Letra: Edson Casagrande
Música: 
Raúl Quiroga
Intérpretes: Raúl Quiroga / Americanto



1º Lugar - Fase Local 
NOVA ESTAÇÃO (CANDOMBE)
Letra: Affonso Lang / Paulo Fensterseifer / Carlos Silveira / José Ricardo Nerling
Música: 
José Ricardo Nerling
Intérpretes: José Ricardo Nerling

2º Lugar - Fase Local 
TOADA PRO RINCÃO (TOADA)
Letra: Lauri Bussler
MúsicaA: Xuxu Nunes / Lauri 
Lauri Bussler
Intérpretes: Dionathan Farias / Alisson Frós

3º Lugar - Fase Local
DEGENERAÇÃO (MILONGA)
Letra: Jorge Nicola Prado / 
Rogério Knorst
Música: 
Rogério Knorst
Intérpretes: Rogério Knorst

FOTO: CLEUSA JUNG / PORTAL DOS FESTIVAIS

sábado, 24 de novembro de 2018

Os jurados da décima primeira edição do Festival O Rio Grande Canta o Cooperativismo definiu na manhã e início de tarde desse sábado (24/11) as dez obras que irão disputar a final, que ocorre nesta noite, a partir das 21h, no Ginásio de Esportes 3 de Abril, em Pedro Osório, zona sul do Estado.

As obras musicais selecionadas retratam o tema: “Cooperativismo é Inovação”, enfatizando o tema que norteou os debates do Seminário Gaúcho do Cooperativismo em 2018.

Na etapa final, logo mais a noite, o público presente escolherá, através de votação em cédula fornecida pelo Sescoop/RS no início do evento, a “Música Mais Popular do Festival”. Esta música receberá a título de premiação R$ 2.000,00 (dois mil reais). O júri é composto pelos músicos Luciano Camargo, Robledo Martins, Fátima Gimenez, Caio Martinez e Érlon Péricles.

Confira abaixo as dez músicas classificadas para a etapa final, que irão se apresentar nessa ordem:

01 - Na força do braço - Chamamé
Letra: Maurício de Oliveira e Henrique Campelo
Música: Leonardo de Pinho
Representando a Cooperativa Sicredi Fronteira Sul

02 - Livres - Jongo
Letra: Carlos Roberto Hahn
Música: Jean Kirchoff
Representando a Cooperativa Sicredi Nordeste

03 - Tratado cooperativo - Canção
Letra: Maninho Pinheiro e Gisele Guimarães
Música: Maninho Pinheiro
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro

04 - Renovado - Samba-choro
Letra: Rômulo Chaves
Música: Cássio Figueiró
Representando a Cooperativa Sicredi Grande Palmeira

05 - A aurora da cooperação - Xote
Letra: Adão Quevedo
Música: Danilo Kuhn
Representando a Cooperativa Sicredi Zona Sul

06 - Brasilidade - Samba
Letra: Alex Moreira
Música: Adriano Sperandir
Representando a Cooperativa Sicredi Zona Sul

07 - O campo é plural - Milonga
Letra: Vaine Darde
Música: João Bosco Ayala Rodriguez
Representando a Cooperativa Sicredi Centro Leste

08 - Vem cooperar - Aire de Chacarera
Letra: Piero Ereno
Música: Matheus Alves
Representando a Cooperativa Sicredi Vale do Jaguari

09 - Frente às lareiras do mundo
- Balada
Letra: Bianca Bergmam
Música: Tuny Brum
Representando a Cooperativa Sicredi Região Centro

10 - Frutos da Verdade - Vidala
Letra: Juca Moraes
Música: João Bosco Ayala Rodriguez
Representando a Cooperativa Sicredi Centro Leste

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Nos dias 22 e 23 de novembro aconteceram as apresentações das 30 músicas classificadas para o Festival Nativista Canto de Luz - 7ª edição. Do total, 20 são da Fase Geral e dez da Fase Local. 

No final da programação das duas noites, foram divulgadas as 16 músicas classificadas à final, que acontecerá neste sábado, 24, a partir das 20h, no CTG Clube Farroupilha.

As finalistas, na ordem da apresentação no dia 24, são:

1ª - O HOMEM QUE CANTA TRISTE (MILONGA)
LETRA: HELENO CARDEAL
MÚSICA: HELENO CARDEAL
INTÉRPRETE(S): RAINERI SPOHR

2ª - AUSÊNCIAS (CHAMAME)
LETRA: ROMULO CHAVES
MÚSICA: ROBLEDO MARTINS
INTÉRPRETE(S): FRANCISCO OLIVEIRA

3ª - DEGENERAÇÃO (MILONGA)
LETRA: JORGE NICOLA PRADO / ROGÉRIO KNORST
MÚSICA: ROGERIO KNORST
INTÉRPRETE(S): ROGÉRIO KNORST

4ª - INFANCIA MANEADA (CANÇÃO)
LETRA: ZECA ALVES
MÚSICA: DIOGO MATOS
INTÉRPRETE(S): NICOLE CARRION

5ª - LA MAGIA DEL VINO (ZAMBA CARPERA)
LETRA: GILBERTO CARVALHO
MÚSICA: MIGUEL DIAZ
INTÉRPRETE(S): GRUPO EL ANDÉN

6ª - TOADA PRO RINCÃO (TOADA)
LETRA: LAURI BUSSLER
MÚSICA: XUXU NUNES / LAURI BUSSLER
INTÉRPRETE(S): DIONATHAN FARIAS / ALISSON FRÓS

7ª - A LUZ, O TEMPO E A VIDA... (TOADA)
LETRA: RÔMULO CHAVES
MÚSICA: EMERSON MARTINS / MIGUEL MARQUES
INTÉRPRETE(S): FRANCISCO OLIVEIRA / RAINERI SPOHR / MIGUEL MARQUES

8ª - QUANDO O ESPELHO PERDE O AÇO (MAZURCA)
LETRA: ADÃO QUEVEDO
MÚSICA: DANILO KUHN
INTÉRPRETE(S): MAURICIO BARCELLOS

9ª - BENZEDOR DE TORMENTAS (MILONGA)
LETRA: MAXSOEL BASTOS DE FREITAS
MÚSICA: JAIME RIBEIRO
INTÉRPRETE(S): RICARDO TUBINO

10ª - CONTINENTE ALÉM DOS MAPAS (MAÇAMBIQUE)
LETRA: MARTIM CESAR
MÚSICA: ZEBETO CORRÊA
INTÉRPRETE(S): ZEBETO CORRÊA

11ª - RINCÃO DE ALMA E SAUDADE (MILONGA)
LETRA: HENRIQUE FERNANDES
MÚSICA: JULIANO MORENO
INTÉRPRETE(S): JULIANO MORENO

12ª - ROHAYHU, IJUHY! (CHAMAMÉ)
LETRA: EDUARDO LLANO / JOÃO PERUSATTO
MÚSICA: EDUARDO LLANO / JOÃO PERUSATTO
INTÉRPRETE(S): ALISON MARCHIORO / ITIBERÊ OURIQUE

13ª - GINETE DO POTRO TEMPO (MILONGA)
LETRA: VALDIR DISCONZI
MÚSICA: HALBER LOPES
INTÉRPRETE(S): NILTON FERREIRA

14ª - NOVA ESTAÇÃO (CANDOMBE)
LETRA: AFFONSO LANG / PAULO FENSTERSEIFER / CARLOS SILVEIRA / JOSÉ RICARDO NERLING
MÚSICA: JOSÉ RICARDO NERLING
INTÉRPRETE(S): JOSÉ RICARDO NERLING

15ª - CRISTALINA (MILONGA CANÇÃO)
LETRA: LUIZ LIMA
MÚSICA: VOLMIR COELHO
INTÉRPRETE(S): NICOLE CARRION

16ª - EL "GAUCHO" (CHACARERA)
LETRA: EDSON CASAGRANDE
MÚSICA: RAÚL QUIROGA
INTÉRPRETE(S): RAÚL QUIROGA / AMERICANTO

FOTO: REPRODUÇÃO /FACEBOOK
FONTE: CANTO DE LUZ

domingo, 18 de novembro de 2018

A música "Milonga de Terra Bruta” foi a grande campeã da 27ª Vigília do Canto Gaúcho, que aconteceu na noite deste sábado (17), no CTG Os Gaudérios, em Cachoeira do Sul. A vencedora tem letra de Xirú Antunes, música de Pedro Terra e Richard Pereira e a interpretação foi de Pedro Terra. A composição ainda recebeu o prêmio de Melhor Arranjo.

As 12 finalistas chegaram ao palco após passarem por uma triagem entre 459 obras inscritas. O show de encerramento da 20ª Vigília do Canto Gaúcho ficou a cargo do cantor Jairo Lambari Fernandes.

SHOW DE ENCERRAMENTO - JAIRO LAMBARI FERNANDES
PREMIADAS DA 27ª VIGÍLIA DO CANTO GAÚCHO:

1º LUGAR
MILONGA DE TERRA BRUTA - Milonga
Letra: Xiru Antunes
Música: Pedro Terra e Richard Pereira
Interpretação: Pedro Terra

2º 
LUGAR
LÁ NO MEU PAGO - Milonga
Letra: 
Angelo Franco
Música: Angelo Franco
Interpretação: Angelo Franco

3º 
LUGAR
ACONCHEGO - Chamamé
Letra: Anomar Danúbio Vieira
Música: Edilberto Bérgamo
Interpretação: Edilberto Bérgamo

MELHOR POESIA

LÁ NO MEU PAGO - Milonga
Letra: 
Angelo Franco
Música: Angelo Franco
Interpretação: Angelo Franco

MELHOR MELODIA
Romance de Água Santa

MELHOR INSTRUMENTISTA

Trajano Silva – gaita

MELHOR INTÉRPRETE

Angelo Franco

MELHOR ARRANJO

MILONGA DE TERRA BRUTA - Milonga
Letra: Xiru Antunes
Música: Pedro Terra e Richard Pereira
Interpretação: Pedro Terra

MÚSICA MAIS POPULAR
A VOZ DO CAMPO - Milonga
Letra: Carlos Eduardo Nunes
Música: Taylor Garin
Interpretação: Cristiano Fantinel

FOTOS: REPRODUÇÃO/FACEBOOK/IMAGENS GAÚCHAS
FONTE: O CORREIO DIGITAL

*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE
2º LUGAR - LÁ NO MEU PAGO - Letra: Angelo Franco - Música: Angelo Franco - Interpretação: Angelo Franco

3º LUGAR - ACONCHEGO - Letra: Anomar Danúbio Vieira - Música: Edilberto Bérgamo - Interpretação: Edilberto Bérgamo

MÚSICA MAIS POPULAR - A VOZ DO CAMPO Letra: Carlos Eduardo Nunes - Música: Taylor Garin - Interpretação: Cristiano Fantinel

sábado, 17 de novembro de 2018

Foram divulgadas na tarde deste sábado (17), a lista com as 14 músicas selecionadas para a 5ª Aldeia da Canção Gaúcha, qe acontece nos dias 29 e 30 de novembro no Parque Municipal de Eventos Ireno Michel, na cidade de Gravataí-RS.

MÚSICAS CLASSIFICADAS:

01 - DE CADA FILHO QUE PARTE
Letra: Adão Quevedo
Música: Adão Quevedo

02 - ABRE TEU FOLE CORDEONA
Letra: Marçal Furian / Fábio Maciel
Musica: Edilberto Bérgamo

03 - O ONTEM
Letra: Bianca Bergmam
Música: Tuny Brum

04 - GUARANY
Letra: Marco Antônio Xirú Antunes
Música: Fábio Peralta

05 - AOS PÉS DA GRANDE FIGUEIRA
Letra: Carlos Omar Villela Gomes
Música: Piero Ereno

06 - PERDÃO SAUDADE
Letra: Rômulo Chaves
Música: Jean Kirchoff / Régis Reis

07 - A FLOR VERMELHA DA TRANÇA
Letra: Adriano Alves
Música: André Teixeira

08 - PORTEIRA
Letra: Luis Eduardo Lima
Música: Volmir Coelho

09 - ENQUANTO PASSA O RIO
Letra: Carlos Henrique Barbosa
Música: Gabriel Lucas dos Santos / Gabriel Selvage

10 - FACA ENTERRADA
Letra: Carlos Roberto Hahn
Música: Juliano Javoski

11 - MILONGA A DEVAS
Letra: Vaine Darde
Música: Matheus Alves Neves

12 - NOITE ALTA
Letra: Francisco Brasil
Música: Marcelo Oliveira

13 - CHICO E O RIO
Letra: Nilton Jr. da Silveira
Música: Nilton Jr. da Silveira

14 - BOLICHEIRO NUNCA MORRE
Letra: Cezar Gomez
Música: Marcelinho Carvalho
Na noite deste sábado (17), acontece a 27ª Vigília do Canto Gaúcho, no CTG Os Gaudérios de Cachoeira do Sul. O evento terá início às 20h30min, onde subirão ao palco 12 músicas concorrentes, selecionadas entre as 459 obras inscritas.

O show de abertura será com a participação dos premiados no Entrevero de 2017, Isadora Paz, Keith Kamylli e Menezes e Cristian Carlos da Silva. Após a haverá a apresentação de Maurício Marques. O evento ainda contará com o músico Jairo Lambari Fernandes para o show de intervalo.

Uma novidade é que este ano a premiação de primeiro lugar não terá o critério na linha campeira e nem de manifestação rio-grandense, segundo informou a diretora da cultura do município, Josiani Fardin.

A comissão julgadora do festival é formada integrada por Rafael Chiappetta, André Teixeira, Maurício Marques, José Renato Daudt e Matheus Alves.

Confira as músicas que sobem ao palco:

01 - A VOZ DO CAMPO - MILONGA
Letra: Carlos Eduardo Nunes
Música: Taylor Garin
Município: Cachoeira do Sul - RS

02 - MILONGA PARA ALGUÉM QUE SE FOI - MILONGA
Letra: Marcelo Paz Carvalho e Cleiton Santos
Música: Marcelo Paz Carvalho
Município: Cachoeira do Sul - RS

03 - MORENA BALDOSA - RASGUIDO DOBLE
Letra: Gustavo Iser e Felipe Costa
Música: Gustavo Iser
Município: Cachoeira do Sul - RS

04 - MEU CANTO - MILONGA
Letra: Michel Plautz
Música: Fabiano Correa e Felipe Correa
Município: Cachoeira do Sul - RS

05 - CRIOULO CAMPANARIO - MILONGA
Letra: Adriano Alves
Música: Zulmar Benitez
Município: Santa Maria - RS/Campo Grande - MS

06 - GENTE DE CAMPO - VANEIRA
Letra: Francisco Brasil
Música: Alex Har
Município: Bagé - RS/Livramento-RS

07 - LÁ NO MEU PAGO - MILONGA
Letra: Angelo Franco
Música: Angelo Franco
Município: Santiago - RS

08 - MILONGA DE TERRA BRUTA - MILONGA
Letra: Xiru Antunes
Música: Pedro Terra e Richard Pereira
Município: Pelotas - RS/Bagé-RS

09 - ACONCHEGO - CHAMAMÉ
Letra: Anomar Danubio Vieira
Música: Edilberto Bergamo
Município: São Sepé - RS/Terra de Arreia/RS

10 - REDEMOINHO DE VENTO - AIRES DE CHACARERA
Letra: Edilberto Teixeira "In Memorian"
Música: Matheus Leal
Município: São Gabriel - RS

11 - PALAVRA MOLHADA - CHAMAMÉ

Letra: Gujo Teixeira
Música: Roberto Borges
Município: Lavras do Sul - RS/Pelotas-RS

12 - OLHARES - MILONGA
Letra: Thiago Souza
Música: Marcelinho Carvalho
Município: Alegrete - RS/Cruz Alta-RS


*O CONTEÚDO DESTE SITE É PROTEGIDO, SUA REPRODUÇÃO PARCIAL OU TOTAL SÃO PERMITIDAS MEDIANTE CITAÇÃO DA FONTE

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Em entrevista concedida à Rádio 96 FM de Uruguaiana na manhã desta segunda-feira (12), o patrão do CTG Sinuelo do Pago, Ivoné Emilio Colpo, confirmou oficialmente o cancelamento da 41ª Califórnia da Canção Nativa no ano de 2018.

O festival que estava programado para acontecer entre os dias 07 e 09 de dezembro, não mais acontecerá este ano por problemas na captação de recursos junto aos patrocinadores.


Fonte: Rádio 96 FM
Link da entrevista: https://www.facebook.com/96fmnoticias/videos/1748392948621190/
No início da madrugada desta segunda-feira (12), foram conhecidos os vencedores da 26ª Tertúlia Musical Nativista de Santa Maria e 5ª Tertulinha, que acontecersm na Associação Tradicionalista Estância do Minuano. 
2º LUGAR: Identidade - Letra: Marco Antonio Gomes Soares Melodia: Carlos Cícero Goulart da Fontoura

A grande campeã desta edição foi a música “Cantador”, de Adair de Freitas. Além de ter a canção vencedora, Adair de Freitas também levou os prêmios de “Melhor Letra” e a “Música mais popular” do festival. 
3º LUGAR: Lentas e Lerdas Lembranças - Letra: Rodrigo Bauer Melodia: Robledo Martins
Também foram conhecidos os vencedores da 5ª Tertulinha, nas categorias Juvenil e Mirim. Matheus Pimentel Nunes, na categoria Juvenil e Júlia do Amaral, na categoria Mirim foram os grandes vencedores.


PREMIAÇÃO COMPLETA:

1º LUGAR

Cantador (Milonga)
Letra: Adair de Freitas
Melodia: Adair de Freitas
Interpretação: Adair de Freitas

2º LUGAR
Identidade (Candombe)
Letra: Marco Antonio Gomes Soares
Melodia: Carlos Cícero Goulart da Fontoura
Interpretação: Loma Pereira

3º LUGAR
Lentas e Lerdas Lembranças (Milonga)
Letra: Rodrigo Bauer
Melodia: Robledo Martins
Interpretação: Robledo Martins, Jean Kirchoff e Nilton Ferreira

MELHOR TEMA SOBRE SANTA MARIA
De Um Tempo Saudade (Valsa)
Letra: Paulo Ricardo Costa
Melodia: Regis Reis e Dartagnan Portella Intérprete: Dartagnan Portella

MELHOR TEMA CAMPEIRO
A Luz do Meu Canto (Milonga)
Letra: Carlos Eduardo Nunes
Melodia: Carlos Eduardo Nunes Intérprete: Daniel Cavalheiro e Juliano Moreno



MÚSICA MAIS POPULAR
Cantador – de Adair de Freitas

MELHOR LETRA
Cantador – de Adair de Freitas

MELHOR MELODIA
Faças de Conta (Toada)
Letra: Olgi Zauza Krejci
Melodia: Mario Tressoldi 
Intérprete: Grupo Chão de Areia

MELHOR INTÉRPRETE
Loma Pereira 
na música Identidade

MELHOR INSTRUMENTISTA
Marcelinho Carvalho 
na música Identidade

MELHOR ARRANJO
Um Dia Eu Vou Voltar Pra o Meu Lugar (Canção)
Letra: Carlos Omar Villela Gomes
Melodia: Diogo Polga de Matos Intérprete: Vinícius Brum



5ª TERTULINHA

CATEGORIA JUVENIL

1º LUGAR
Matheus Pimentel Nunes 
Música: Assim No Osso do Peito

2º LUGAR
Luiza Barbosa Dias
Música: Eu Tenho Inveja dos Mansos


CATEGORIA MIRIM

1º LUGAR
Julia Antonini 
Música: Dos Abraços que Guardei

2º LUGAR
Marina Duarte
Música: Renascimento

FOTOS: JOÃO ALVES/PREFEITURA DE SANTA MARIA

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

A primeira noite da 26ª Tertúlia Musical Nativista, realizada quinta-feira (08), na Associação Tradicionalista Estância do Minuano, levou ao palco dez composições competitivas da Tertúlia Local. A milonga "Recorrendo Sonhos", com letra de Hilo Paim e melodia de Luiz Carlos Ranoff, conquistou o primeiro lugar, enquanto "Benedito", chamamé com letra de Humberto Gabbi Zanatta e melodia de Evandro Zamberlan, foi eleita a Música Mais Popular.

Em segundo lugar, foi eleita "Companheira Madrugada", escrita por Ramires Monteiro, com melodia de Francisco Alves. Ainda se destacaram na Tertúlia Local Gustavo Isser (Melhor Intérprete) e Alexandre Scherer (Melhor Instrumentista), ambos apresentaram a canção "Das Verdades que Trago", com letra de Fabricio Vargas e melodia de Cassio Figueiró.

A Tertúlia Local promove a apresentação de grupos, instrumentistas e intérpretes residentes em Santa Maria e classifica duas composições que participam da Tertúlia Musical Nativista. "Recorrendo Sonhos" e "Companheira Madrugada" voltam ao palco da Estância do Minuano na noite de domingo (11), quando estarão competindo na 2ª Classificatória da 26ª Tertúlia Musical Nativista. Ambas devem compor o CD e o DVD do festival. Confira a programação completa do evento neste link. A noite de quinta encerrou com a apresentação do músico João Chagas Leite. 

Foto: Deise Fachin
Fonte: Ana Bittencourt /Prefeitura de Santa Maria